sexta-feira, 27 de maio de 2022

Por que eu?

"Por que fizeste de mim o teu alvo? Acaso sou um fardo para ti?" (Jó 7:20)

O Livro das Probabilidades diz que uma em um milhão de pessoas é atingida por um raio e afirma que uma em cada 25 mil experimenta uma condição médica chamada “síndrome do coração partido” diante de um choque ou perda avassaladora. Página após página, as chances de encontrarmos problemas específicos se acumulam sem respostas: e se isso nos atingir pessoalmente?

Jó desafiou todas as probabilidades. Deus disse sobre ele: “Não há ninguém na terra como ele. É homem íntegro e correto, teme a Deus e se mantém afastado do mal” (Jó 1:8). No entanto, Jó foi escolhido para sofrer perdas que desafiavam todas as probabilidades. De todas as pessoas na Terra, Jó tinha motivos para implorar por respostas. Está tudo lá para lermos, capítulo após capítulo, de sua luta desesperada para entender: “Por que eu?”.

A história de Jó nos dá uma chance de compreender o mistério da dor inexplicável e do mal. Ao descrever o sofrimento e a confusão de um dos melhores exemplos do Deus de bondade e misericórdia (cap.25), vemos que há uma alternativa à regra inflexível de semear e colher (4:7,8). Ao trazer uma história de fundo satânico (cap.1) e um posfácio (42:7-17) do Deus que um dia permitiria que Seu Filho assumisse o nosso pecado, a história de Jó nos dá motivos para vivermos pela fé, e não por vista.

Por Mart DeHaan

Deus da criação, Doador da vida, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, por favor, ajuda-nos a confiar em ti mais do que no que vemos e sentimos.

Nenhum comentário :

Postar um comentário