sexta-feira, 27 de maio de 2022

Por que eu?

"Por que fizeste de mim o teu alvo? Acaso sou um fardo para ti?" (Jó 7:20)

O Livro das Probabilidades diz que uma em um milhão de pessoas é atingida por um raio e afirma que uma em cada 25 mil experimenta uma condição médica chamada “síndrome do coração partido” diante de um choque ou perda avassaladora. Página após página, as chances de encontrarmos problemas específicos se acumulam sem respostas: e se isso nos atingir pessoalmente?

Jó desafiou todas as probabilidades. Deus disse sobre ele: “Não há ninguém na terra como ele. É homem íntegro e correto, teme a Deus e se mantém afastado do mal” (Jó 1:8). No entanto, Jó foi escolhido para sofrer perdas que desafiavam todas as probabilidades. De todas as pessoas na Terra, Jó tinha motivos para implorar por respostas. Está tudo lá para lermos, capítulo após capítulo, de sua luta desesperada para entender: “Por que eu?”.

A história de Jó nos dá uma chance de compreender o mistério da dor inexplicável e do mal. Ao descrever o sofrimento e a confusão de um dos melhores exemplos do Deus de bondade e misericórdia (cap.25), vemos que há uma alternativa à regra inflexível de semear e colher (4:7,8). Ao trazer uma história de fundo satânico (cap.1) e um posfácio (42:7-17) do Deus que um dia permitiria que Seu Filho assumisse o nosso pecado, a história de Jó nos dá motivos para vivermos pela fé, e não por vista.

Por Mart DeHaan

Deus da criação, Doador da vida, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, por favor, ajuda-nos a confiar em ti mais do que no que vemos e sentimos.

sábado, 19 de fevereiro de 2022

A realidade de Deus

"O Senhor abriu os olhos do servo, e ele viu carros de fogo ao redor de Eliseu." (2 Reis 6:17)

No livro As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda–Roupa, de C. S. Lewis (Martins Fontes, 2010), todos ficam emocionados quando o poderoso leão Aslam reaparece após uma longa ausência. A alegria deles se transforma em tristeza, quando Aslam concorda com uma exigência feita pela perversa Feiticeira Branca. Diante da aparente derrota de Aslam, os narnianos experimentam seu poder quando ele ruge de forma ensurdecedora e lança-se sobre a bruxa, derrotando-a. Embora tudo parecesse estar perdido, Aslam prova ser maior que a bruxa vilã.


Como os seguidores de Aslam, o servo de Eliseu se desesperou ao se levantar certa manhã para ver a si mesmo e a Eliseu cercados por um exército inimigo. “Ai, meu senhor, o que faremos agora?” (2 Reis 6:15). A resposta do profeta foi calma: “Não tenha medo!”, […] “Pois do nosso lado há muitos mais que do lado deles!” (v.16). Eliseu então orou: “Ó Senhor, abre os olhos dele, para que veja” (v.17). Então, “O Senhor abriu os olhos do servo, e ele viu as colinas ao redor de Eliseu cheias de cavalos e carruagens de fogo” (v.17). Mesmo as coisas parecendo sombrias aos olhos do servo, o poder de Deus se revelou maior do que a horda de inimigos.

Nossas circunstâncias difíceis podem nos fazer acreditar que tudo está perdido, mas Deus deseja abrir nossos olhos e revelar que Ele é maior.

Por Remi Oyedele

Obrigado, Deus, por Tua fidelidade.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2022

Num piscar de olhos

"Num piscar de olhos a riqueza desaparecerá; criará asas e voará para longe, como uma águia." (Provérbios 23:5)

O travesso artista Banksy fez uma brincadeira. Sua pintura Garota com balão foi vendida por um milhão de libras na casa de leilão da Sotheby’s, em Londres. Momentos depois que o leiloeiro gritou “Vendido”, um alarme soou e a pintura escorregou na metade de um triturador montado no fundo da moldura. Banksy tuitou uma foto dos licitantes bufando por ver essa obra-prima arruinada, com a legenda: “indo, indo embora”.

Banksy se divertiu zoando com os ricos, mas ele não precisava se incomodar. A riqueza em si traz muitas piadas a tiracolo. Deus diz: “Não se desgaste tentando ficar rico […]. Num piscar de olhos a riqueza desaparecerá; criará asas e voará para longe, como uma águia” (vv.4,5).

Poucas coisas são menos seguras do que o dinheiro. Trabalhamos duro para conquistá-lo, mas há muitas maneiras de perdê-lo. Os investimentos azedam, a inflação sobe, as contas vêm, os ladrões roubam e os incêndios e inundações destroem. Mesmo que consigamos manter o nosso dinheiro, o tempo que temos para gastá-lo voa continuamente. Pisque, e sua vida passará nesse piscar de olhos.

O que fazer? Deus nos diz alguns versos depois: “…tema sempre o Senhor. Você será recompensado por isso; sua esperança não será frustrada” (vv.17,18). Invista a sua vida em Jesus; apenas Ele cuidará de você para sempre.

Por Mike Wittmer