quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Lembre-se do embrulho

"Antes, a si mesmo se esvaziou [...] tornando-se em semelhança de homens." (Filipenses 2:7)

Em nossa casa, alguns costumes relacionados ao Natal são os mesmos a cada ano. Entre eles está o apelo de Marta, minha esposa, aos filhos e netos quando eles abrem seus presentes: "Guardem o papel, podemos usá-lo no próximo ano!" Marta adora dar belos presentes, mas ela também aprecia a embalagem. A apresentação faz parte da beleza do presente.

Isso me faz pensar no embrulho que Cristo escolheu quando veio como um presente redentor para nos resgatar de nossos próprios pecados. Jesus poderia ter vindo envolto em uma alucinante demonstração de poder, iluminando o céu com Sua presença em um show de glória celestial. Em vez disso, numa bela retrospectiva ao que diz o livro de Gêne­sis 1:26, Ele escolheu vir embrulhado "em semelhança de homens" (Filipenses 2:7).

Então por que este embrulho é tão importante? Porque, sendo como nós, Ele não ignora nossas lutas. Experimentou a solidão profunda e a traição de um amigo querido. Foi envergonhado publicamente, incompreendido e acusado falsamente. Em suma, Ele sente a nossa dor. Com base nisso, o escritor de Hebreus nos diz: "Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna" (Hebreus 4:16).

Quando você pensar no presente de Jesus neste Natal, lembre-se de ter o "embrulho" em mente! - JMS 

Não desconsidere o embrulho do melhor presente de Natal de todos os tempos.

Retirado do Pão Diário - volume 19