segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Viver num mundo corrompido – Dica 1

Eis a primeira dica de um total de quatro que nos ajudarão a viver num mundo corrompido sem nos corrompermos.

Para viver num mundo corrompido sem se corromper…

Desapegue

Entenda que sua VIDA não PERTENCE mais ao mundo.

“Eles não são do mundo, como também eu não sou.” (João 17.16)

Jesus, para demonstrar a nossa total separação do mundo, usou como exemplo ele mesmo. Isso basta. O que Jesus quer nos ensinar aqui é que estamos no mundo, mas não somos do mundo e não devemos viver como o mundo vive em seu modelo de vida. Apesar de estarmos no mundo não somos daqui. Um cristão nascido de novo tem a sua conduta de vida completamente diferente daqueles que ainda não experimentaram um novo nascimento. O apóstolo Paulo destaca que não podemos nos conformar com este mundo:

“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12.2)

Há duas palavras que regem esse versículo – conformação e transformação. Ou seja, fôrma e Metamorfose. Paulo diz: e não vos conformeis com este mundo. O mundo tem uma fôrma. Essa fôrma é elástica e flácida. A fôrma do mundo é a fôrma do que é imoral e destruidor. O discípulo é alguém que não põe o pé nessa fôrma. Não se amolda ao formato do mundo, mas se transforma pela renovação da sua mente. A fôrma do mundo é um esquema que muda todo dia. Ao invés de entrarmos nessa fôrma para sermos conformados a ela, devemos ser transformados de dentro para fora, pela renovação da nossa mente. Ao invés de viver pelos padrões de um mundo em desacordo com Deus, os discípulos de Jesus são exortados a deixar que a renovação de sua mente, pelo poder do Espírito Santo, transforme sua vida harmonizando-a com a vontade de Deus. Certo pregador disse algo interessante:

“Não devemos ser como o camaleão que assume as cores daquilo que o cerca.”

Em vez de adotar o padrão exterior e transitório deste mundo, devemos como discípulos de Jesus ser transformados em nossa natureza íntima. As cores desse mundo não podem roubar a beleza da essência que existe dentro de nós. O discípulo real não deve conformar-se com o mundo porque a fôrma do mundo muda todo dia. O errado ontem é certo hoje. O repudiado ontem é aplaudido hoje. O vergonhoso ontem é praticado à luz do dia hoje. Nós, porém, seguimos um modelo absoluto e imutável. Esse modelo é Jesus!