sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Edifique e não derribe!

A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos a derriba. (Provérbios 14:1)

Natal é tempo de luzes, alegria e colorido. Já vi arranjos natalinos deslumbrantes. Nova York é uma das cidades que muda de rosto na época do Natal. Dá a impressão de ser uma cidade invadida por luzes mágicas. Em Riverside, Califórnia, o lar de Jorge e Lina, também é um espetáculo deslumbrante cada mês de Dezembro. Lina tem um dom especial e um gosto excelente. Adorna o interior de sua casa de modo que os sonhos de qualquer criança tornam-se realidade. Lina é uma mulher que “edifica sua casa”.

As duas palavras chaves do texto de hoje são “edificar” e “derribar”. É fácil derribar. Basta pegar uma marreta e bater. Difícil é edificar, requer paciência, tempo e perseverança. Jorge e Lina contam que decorar a casa lhes toma um mês de trabalho. Jorge se encarrega de colocar as luzes exteriores e Lina cuida do interior. Desmontar tudo lhes toma apenas três ou quatro dias.

A vida é o desafio de levantar uma bela construção. Nada acontece por acaso. Precisa prestar atenção aos mínimos detalhes. Muitas pessoas escondem sua vida sem alegria nem colorido atrás da palavra destino, mas o destino não é um assunto de simples oportunidade ou de sorte, senão de escolha. A edificação pronta não é algo que se consegue apenas esperando, é preciso trabalhar.

Interessante que o autor do provérbio de hoje destaca a expressão “com suas próprias mãos”. Ninguém é culpado da derrota a não ser o próprio derrotado. A responsabilidade é pessoal. Deus lhe dá os recursos, mas é você quem edifica ou derriba.

No longo caminho da edificação pode haver momentos de desânimo e cansaço. Pode haver pequenas frustrações; muitas vezes você pode ter a impressão de que a meta está distante, mas nenhuma derrota chega só porque algo não deu certo, senão porque você desiste e abandona.

Hoje é um novo dia na história deste mundo e pode ser também um novo dia na sua experiência. Não desista. A edificação da vida não é um evento, mas um processo. Pouco a pouco, passo a passo com os olhos fixos em Deus e as mãos no trabalho você verá finalmente suas obras acabadas, deslumbrantes e bonitas. Não esqueça - “a mulher ou o homem sábio, edifica a sua casa, mas os insensatos a derribam”.