segunda-feira, 6 de julho de 2015

Salva-me ó Deus

"Salva-me ó Deus, porque as águas me sobrem até a alma." (Salmos 69:1)

Este salmo é o segundo mais citado pelos escritores do Novo Testamento. João, Lucas, Mateus, Marcos e o aposto São Paulo, usaram várias referências deste maravilhoso poema.

O salmista está em dificuldades. Isto não é novidade. Os problemas sempre o acompanham, ainda na velhice. Estavam presentes, tentando destruir a sua fé e a sua confiança em Deus.

Desta vez, o espírito de Davi estava terrivelmente conturbado. Suas emoções estavam afetadas. O stress tinha tomado conta de todo o seu ser.

"As águas me sobem até a alma." Clama em busca de ajuda, e o socorro divino aparece. Este salmo vai além do livramento do salmista. Refere-se também ao livramento de Sião em um templo de crise. Na realidade os sofrimentos pessoas do salmista são uma espécie de maquete dos sofrimentos coletivos da nação.

Parece que a dor emocional de Davi era causada por uma falsa acusação, levantada contra ele. "São mais que os cabelos da minha cabeça os que, sem razão me odeiam, os que com falsos motivos, são meus inimigos; por isso tenho de restituir o que não furtei.". Quem eram esses inimigos? Pouco importa. O que interessa é saber que na hora da angústia, o salmista sabia onde procurar socorro.

Os problemas da vida são como águas turvas e ameaçadoras. Chegam por ocasiões a ser tão torrenciais, que a pessoa perde até a vontade de continuar vivendo. O Salmo anterior fala de triunfo de vitória e este, tem como tema central os perigos e as dificuldades. Quão próximos estão a vitória da derrota, a alegria da tristeza e a vida da morte.

O fato de que tudo está bem conosco hoje, não é garantia de que amanhã continuará desse jeito. Por isso é necessário que cada minuto aprendamos a depender de Deus. Assim, quando as águas turbulentas chegarem até a "alma", saberemos deitar mão dos recursos invisíveis da fé e da confiança em Deus.

Quão triste ou quão alegre está você hoje? Importa pouco. Nesta vida sempre haverá sol e chuva, primavera e inverno. Mas se você tem certeza que sua vida está nas mãos do Senhor, saberá dizer: "Salva-me ó Deus, porque as águas me sobem até a alma."