quarta-feira, 24 de junho de 2015

A família do Centurião

"...não sou digno de que entres em minha casa; mas apenas manda com uma palavra, e o meu rapaz ficará curado" (Mateus 8.8)

Esse homem não é mencionado pelo nome e sim pela sua profissão. Era um soldado graduado, sob cujas ordens trabalhavam cem soldados. Um dia, vendo o sofrimento de seu empregado, que estava paralítico, recorreu a Jesus, clamando: "Senhor, o meu criado jaz em casa, de cama, paralítico, sofrendo horrivelmente" (Mateus 8.6). Jesus prontamente se dispôs a ir curá-lo, mas o centurião respondeu a Jesus que não era digno de que entrasse em sua casa. Rogou ao Mestre que apenas desse uma ordem e seu rapaz ficaria livre de seu mal. 

E argumentou: "Também eu sou homem sujeito à autoridade, tenho soldados às minhas ordens e digo a este: vai, e ele vai; e ao outro: vem, e ele vem; e ao meu servo: faze isto, e ele o faz" (Mateus 8.9). O centurião era grande aos olhos dos homens, mas considerou-se indigno diante de Jesus. O Filho de Deus ficou admirado com a fé desse centurião, e disse: "Vai-te, e seja feito conforme a tua fé. 

E, naquela mesma hora, o servo foi curado" (Mateus 8.13). Você se compadece das pessoas que trabalham em sua casa? Coloca-se na brecha, para orar por elas? Você crê que Jesus tem todo o poder para curar os enfermos? Você tem um coração submisso e obediente para crer na palavra de Cristo? Hoje, um milagre pode acontecer também em sua casa. Não duvide, somente creia!

Pastor Hernandes Dias Lopes