segunda-feira, 8 de junho de 2015

A família de Jabez

"Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei à luz" (1 Crônicas 4.9) 

Jabez era da tribo de Judá, cujo significado é louvor. Porém, quando nasceu, sua mãe não ergueu um hino de louvor, mas levantou um monumento à sua dor. Esse nome não foi escolhido para homenagear alguma celebridade; ao contrário, sua mãe queria perpetuar na história desse filho as grandes aflições e o terrível sofrimento que enfrentou na gravidez e, sobretudo, no parto. Jabez foi ferreteado com esse nome para perpetuar uma história de dor. 

Porém, esse jovem não aceitou passivamente a decretação da derrota em sua vida. Reagiu e orou, rogando a Deus quatro coisas: pediu a bênção de Deus sobre sua vida em vez do prognóstico da dor. Pediu mais influência, rogando a Deus para alargar suas fronteiras, em vez de viver o prognóstico sombrio imposto a ele. Pediu o livramento do maligno, para que o passado de dor não influenciasse o presente nem apagasse a expectativa de um futuro de glória. 

Finalmente, pediu a boa mão de Deus sobre ele, a fim de que pudesse desvencilhar-se dos traumas da família e, ao mesmo tempo, pudesse alçar voos mais altaneiros. Deus ouviu sua oração e concedeu a ele tudo quanto pedira. Jabez, por isso, foi considerado mais nobre do que seus irmãos. Sua biografia ergue-se nos anais da história como um exemplo incontestável de fé e superação!

Pastor Hernandes Dias Lopes