quinta-feira, 28 de maio de 2015

A família de Samuel

"Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele; antes, se inclinaram à avareza, e aceitaram subornos.. (1 Samuel 8.3) 

O nascimento de Samuel foi um milagre, sua vida foi um portento e sua morte, o fim de uma era. Samuel foi o maior profeta, o maior sacerdote e o maior juiz do período dos Juízes. Sua mãe orou por ele antes dele ser concebido e ele tornou-se um homem de oração. Sua conduta foi irrepreensível. Jamais deixou de exortar o povo e até mesmo de confrontar o rei. Nas turbulências da nação, nunca se esqueceu de orar pelo povo. Ninguém, jamais, conseguiu encontrar em sua vida qualquer brecha para acusá-lo ou desmerecer seu ministério. 

Seus filhos, porém, não andaram em seus caminhos. Houve uma falta de conexão entre a vida do pai e a vida dos filhos. Mesmo tendo um pai piedoso, profeta e intercessor, os filhos de Samuel colocaram os pés em veredas sinuosas. Eles se inclinaram à avareza, aceitaram subornos e perverteram o direito. Esses filhos jogaram fora o legado do pai. Às vezes, os filhos deliberadamente rejeitam seguir as pegadas de seus pais. 

Houve um tempo em que os filhos de Samuel deixaram de seguir seu conselho e abandonaram o caminho que o pai trilhou. Samuel começou bem sua carreira e a terminou bem, mas seus filhos escolheram outra carreira e deixaram uma desditosa herança e uma triste marca. Seus filhos têm andado nas veredas da justiça?

Pastor Hernandes Dias Lopes