terça-feira, 26 de maio de 2015

A família de Eli

"Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial e não se importavam com o Senhor" (1 Samuel 2.12) 

Eli foi juiz e sacerdote de Israel por quarenta anos. Liderou o povo, mas descuidou-se dos filhos. Ao mesmo tempo que velava pelo povo, deixou de disciplinar seus próprios filhos. Hofni e Finéas, cresceram dentro da casa de Deus. Desde cedo, acostumaram-se com o culto e as ofertas. A casa deles estava encharcada da presença do sagrado. Entretanto, prevaricaram e tornaram-se culpáveis diante de Deus. Viveram em excessos. Tornaram-se adúlteros, blasfemos e insolentes. 

Perderam completamente o temor de Deus. Corromperam o sacerdócio. Profanaram a casa de Deus. Mancharam suas vestes. Tornaram-se falsos pastores. O povo todo via isso e falava para Eli, mas este amava mais a seus filhos do que a Deus e não os disciplinava com o rigor necessário. Deus usou o jovem Samuel para dar a sentença de morte sobre a casa de Eli. Este tornou-se um pai complacente com o pecado de seus filhos. 

Por causa do pecado deles, mais de trinta mil pessoas foram mortas no campo de batalha, a arca da aliança, símbolo da presença de Deus, foi roubada e eles foram mortos. O próprio Eli morreu ao saber das más notícias. Também morreu sua nora ao dar à luz a Icabode (que quer dizer: foi-se a glória do Senhor), uma evidência de que a glória de Deus havia se apartado deles. Se você, pai, ama seus filhos, ouse discipliná-los! 

Pastor Hernandes Dias Lopes