terça-feira, 31 de março de 2015

O motivo da divina eleição

Porque aqueles que já tinham sido escolhidos por Deus ele também separou a fim de se tornarem parecidos com o seu Filho. Ele fez isso para que o Filho fosse o primeiro entre muitos irmãos. (Romanos 8:29)

É muito polêmica a discussão sobre eleição divina. Chega a ser engraçada. O imbróglio gira em torno da soberana escolha que Deus faz de certas pessoas para serem seus filhos, enquanto outras não são escolhidas. Esse assunto começou quando Deus escolheu Jacó, mas rejeitou Esaú, embora ambos ainda estivessem no ventre de Rebeca, esposa de Isaque, filho de Abraão (Romanos 9). No meio dessa discussão toda, as pessoas esquecem-se do principal: Para qual objetivo Deus escolheu as pessoas para serem seus filhos?

Se cremos que fomos escolhidos, por que os fomos? A Bíblia diz que Deus nos escolheu para serem conformes à imagem de seu Filho querido. Deus está no controle de toda a nossa vida e nos direciona para cumprirmos o objetivo principal que é tornar-nos parecidos com Jesus. Para nos tornar semelhantes a Jesus, Deus pode até usar a adversidade ou o sofrimento. Vai depender do caminho que ele achar mais adequado para cada pessoa. O importante é que tudo está debaixo de sua soberania e sob seu controle absoluto. Nós apenas temos que confiar que o resultado dessa transformação será o melhor.

Nós não sabemos o que virá nos acontecer amanhã. Às vezes os acontecimentos não farão muito sentido, não conseguiremos visualizar algo bom diante das lutas que passaremos ou já estamos passando. Mas Deus prometeu que realizará em nós um bom trabalho. Ele também prometeu que vai trabalhar para que todas as coisas cooperem para o bem daqueles que o amam, daqueles a quem ele chamou de acordo com o seu plano (Romanos 8:28). Entretanto, não podemos parar a leitura nesse versículo. É preciso seguir adiante no texto e perceber que aqueles que já haviam sido escolhidos desde a eternidade, foram assim escolhidos para se tornarem parecidos com Jesus Cristo. Esse é o motivo da divina eleição.

Cabe a ele realizar esse propósito em nós, e nós colocarmo-nos à sua disposição. Ele começará a boa obra em nós e certamente a aperfeiçoará até ao dia da volta de Jesus Cristo. Somente seremos perfeitos quando ele completar essa obra. Não será aqui na terra. Aqui jamais seremos perfeitos. A obra será completa quando chegarmos ao céu. Nesse meio tempo, seremos apenas gratos por termos sidos escolhidos.

Você pode agradecer a ele por ter sido escolhido? Se o Espírito Santo estiver tocando o seu coração agora, pode ter a certeza que você é um escolhido. Então agradeça-o e se coloque à disposição para que ele comece a fazê-lo parecido com Jesus Cristo.