terça-feira, 24 de março de 2015

Novela Babilônia

O Espírito de Deus diz claramente que, nos últimos tempos, alguns abandonarão a fé. Eles darão atenção a espíritos enganadores e a ensinamentos que vêm de demônios. (1 Timóteo 4:1) 

Felizmente, a novela Babilônia vem registrando péssimos índices de audiência para o padrão que a TV Globo se acostumou a alcançar no horário das 21h com seus folhetins. No dia 16 de março, estreou-se com 33 pontos de audiência, e na terça-feira, marcou 32 e no dia seguinte, 29 pontos segundo medição do Ibope. No último sábado, 21 de março, a novela Babilônia obteve apenas 22 pontos de audiência segundo os dados prévios do Ibope, decretando a primeira semana da nova novela das 21 horas como a pior semana de estreia de uma novela na história da Globo. 

Para aqueles que ainda insistem em assistir a essa novela, gostaria de deixar as palavras a seguir. 

A antiga cidade de Babilônia, antes Babel, começou imediatamente após o Dilúvio e simboliza a expressão da rebelião direta do homem contra Deus e contra a Sua ordem de serem fecundos para encherem a terra. Ao invés disso, concentraram-se em um só lugar e começaram a construir a torre de Babel. O Senhor interveio e espalhou a humanidade rebelde confundindo seus idiomas. No Hebraico, a palavra Babilônia significa confusão. 

“Babel foi a primeira tentativa de unificação da humanidade para causar um curto-circuito no propósito de Deus. Essa primeira cidade pós-diluviana foi projetada expressamente para frustrar o plano de Deus relativo à humanidade. As pessoas buscavam unidade e poder, e Babel deveria ser a sede governamental desse poder. Babilônia, a cidade feita por homens, que tenta se elevar até o céu, foi construída em direta oposição ao plano de Deus.” (Dyer, Rise of Babylon, p. 47.)

O livro de Apocalipse revela o que acontecerá no fim dos tempos. O seu autor descreveu uma visão na qual um anjo descia do céu com grande poder gritando em voz forte: “— Caiu! Caiu a grande Babilônia! Agora quem vive ali são os demônios e todos os espíritos imundos. Todos os tipos de aves e feras imundas e nojentas vivem nela. Pois todas as nações beberam do seu vinho, o vinho forte do seu desejo imoral. Os reis do mundo inteiro cometeram imoralidade sexual com ela, e os homens de negócio deste mundo se enriqueceram à custa das práticas sexuais sujas da prostituta.” (Apocalipse 18:2-3) 

O nome escolhido para a novela Babilônia não foi por acaso. A escolha tem tudo a ver com o conteúdo até então se mostrado expressamente abominado por Deus. Assistir à essa novela e deixar as suas cenas entrarem em nossa mente é como estar na cidade de Babilônia participando da sua programação. 

Portanto, siga as palavras bíblicas: “— Saia dessa cidade, meu povo! Saiam todos dela para não tomarem parte nos seus pecados e para não participarem dos seus castigos!” (Apocalipse 18:4)