sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Por que os líderes mentem

Quando o Diabo mente, está apenas fazendo o que é o seu costume, pois é mentiroso e é o pai de todas as mentiras. (João 8:44)

O cientista político John Mearsheimer, autor do livro “Por que os líderes mentem”, afirma que a mentira dos líderes políticos tende a ter resultados desastrosos. Não existe uma razão única que explique por que os líderes mentem. Tudo depende das circunstâncias. Em uma situação de guerra, pode ser importante dizer uma mentira ao inimigo para que se possa enganá-lo e ganhar uma vantagem militar, por exemplo. Em tempos de paz, um estadista pode se ver no meio de uma crise muito difícil de ser contornada a não ser com o apoio da opinião pública. Neste caso, a saída pode estar em mentir para seu próprio povo, para escapar de uma eventual guerra que pode ser evitada. Todos eles podem se encontrar em uma situação complexa que ocasiona uma forte tentação de mentir para superá-la. Geralmente, não é uma decisão egoísta, mas para o bem do próprio país.

Entretanto, para um líder, mentir traz mais prejuízos do que benefícios. Há muito mais desvantagens em se mentir, especialmente para seu próprio povo. Um prejuízo grave é encorajar uma cultura de desonestidade, onde não há mais confiança. Faz muito mais sentido para um líder dar o exemplo e promover a honestidade entre seu povo. Esse tipo de pedagogia ajuda, por exemplo, a criar um ambiente de negócios estável, o que só traz vantagens à economia do país.

Sabemos que a mentira, em seus diferentes aspectos, é nociva ao ser humano, leva-o à perdição e ofende gravemente a Deus. O mais triste é que o homem ama a mentira, não ama a verdade, pois ele é mau por natureza (Romanos 1:25). E todos aqueles que ouvem mentiras e acreditam nelas é porque ainda não acolheram o amor da verdade para serem salvos (II Tessalonicenses 2:10). Toda mentira, pequena ou grande, é um instrumento do Diabo. O Diabo com seu instrumental de mentira rouba, mata e destrói o homem (João 10:10). 

Devemos aborrecer a mentira, em qualquer forma que se apresente. Temos que amar a verdade, a qual está em nós, e estará para sempre (II João 1,2). Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros (Efésios 4:25).

Da mesma forma os líderes políticos, se quiserem fazer um bom governo e trazer prosperidade ao país, devem abandonar a mentira, a começar pela campanha política. Por sua vez, o povo deve ser encorajado a ser honesto e confiável, honrando o seu voto elegendo políticos sérios e íntegros. Porque quem pratica a mentira é filho do Diabo.