sexta-feira, 21 de março de 2014

Receita para uma vida feliz

Jesus respondeu: — “Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente.” Este é o maior mandamento e o mais importante. E o segundo mais importante é parecido com o primeiro: “Ame os outros como você ama a você mesmo.” (Mateus 22:37-39).

A sabedoria convencional diz que, se você quer ser feliz, você tem que procurar ser o primeiro ou o melhor. Você tem que fazer o que for preciso para ter sucesso, e tudo o que for preciso para satisfazer os seus desejos e necessidades. Não importa quem você vai deixar para trás. Não importa quem vai se machucar no processo. Você tem que pensar em você em primeiro lugar. Isso é o que o mundo diz.

A questão é: isso funciona? Posso te garantir que não. Porque sabemos, a partir de experiência própria, que seguir a trilha recomendada pela sabedoria convencional é um completo fracasso para encontrar a felicidade. Sabemos que essa trilha não nos dá uma felicidade duradoura, mas apenas passageira e superficial.

Entretanto, a fórmula de Deus para uma vida feliz é significativa e completa. Deus nos diz para vivermos assim:

Por estarem unidos com Cristo, vocês são fortes, o amor dele os anima, e vocês participam do Espírito de Deus. E também são bondosos e misericordiosos uns com os outros. 

Então peço que me deem a grande satisfação de viverem em harmonia, tendo um mesmo amor e sendo unidos de alma e mente. Não façam nada por interesse pessoal ou por desejos tolos de receber elogios; mas sejam humildes e considerem os outros superiores a vocês mesmos. (Filipenses 2:1-3).

Enquanto o mundo diz: “Olhe para você mesmo. Pense em você primeiro”, a Bíblia recomenda que cada um olhe para fora de si, não só para seus próprios interesses, mas também para os interesses dos outros. (Filipenses 2:4).

A Bíblia ensina que olharmos para nós mesmos já é natural. Não precisamos aprender a olhar para nós mesmos, pois isso já está no sangue de todo ser humano.

Portanto, temos que aprender a olhar para os outros. Quando fazemos o bem ao próximo, nos sentimos gratificados e com aquela velha sensação do dever cumprido. Essa é a receita para uma vida feliz!