sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Onde estás?

Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido. (Lucas 19:10)

O pastor telefonou para uma família que havia recentemente visitado sua igreja, e do outro lado da linha atendeu uma voz infantil. O menino falava baixinho e se identificou como Tiago.

O pastor pediu para falar com a mãe do menino. Ele respondeu que ela estava ocupada.

– Ok, posso então falar com seu pai? – o pastor perguntou.

– Ele também está ocupado!

– Tiago, há outras pessoas em sua casa?

– A polícia!

– Posso falar com um dos oficiais da polícia?

– Eles estão ocupados.

– Quem mais está aí?

– Os bombeiros!

– Poderia me chamar um deles ao telefone? – O pastor já estava preocupado.

– Eles estão todos ocupados!

– Tiago! O que eles estão fazendo?

– Eles estão me procurando!

A história da raça humana é semelhante à brincadeira de esconde-esconde. Como Tiago, há muita gente se escondendo da polícia, dos pais, do chefe, dos professores, do esposo ou da esposa. Quando Deus perguntou para Adão e Eva: “Onde vocês estão?”, não era uma informação o que Ele queria, mas apenas lhes chamar a atenção e despertar a consciência deles. Às vezes, a fuga é por um dia, uma semana ou meses. Porém, nosso Deus nos procura. No Éden, Deus tomou a iniciativa. O ofendido procurou os ofensores não para tirar satisfações ou para proferir palavras de recriminação; foi até eles para restaurar o relacionamento rompido.

“Onde estás?” É a voz do pastor procurando a ovelha perdida. É a voz da mulher que perdeu a moeda. É a voz do pai aguardando o pródigo. A pergunta é para convidá-lo a sair de onde está: do meio da dúvida, de um labirinto que parece não ter saída, de uma amizade manipuladora que o mantém preso, ou de algum trabalho ou hábito. Deus é incansável em Sua procura. O salmista já perguntava: “Para onde poderia eu escapar do Teu Espírito? Para onde poderia fugir da Tua presença?” (Salmos 139:7). Coloque-se hoje ao alcance de Deus. Ele quer restaurar o relacionamento com você!