sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Natal de graças

E sejam agradecidos a Deus em todas as ocasiões. Isso é o que Deus quer de vocês por estarem unidos com Cristo Jesus. (I Tessalonissences 5:18).

Espera Deus que lhe agradeçamos tudo - mesmo que nos sobrevenham infortúnios? Algumas pessoas parecem achar que sim.

Lembro-me de ter lido, anos atrás, um relato publicado numa revista popular de notícias acerca de uma organização religiosa que ensinava seus adeptos a literalmente darem graças a Deus por tudo o que lhes acontecia, bom ou mau. Como exemplo, a revista citava o caso de um frentista de posto de gasolina que fora agredido por uma gangue de arruaceiros. O rapaz tinha ficado inconsciente e fora roubado, mas, por sorte, não morrera. Quando recuperou a consciência, em vez de lamentar seu infortúnio, exclamou: "Graças a Deus!"

Posso estar enganado, mas acho que o rapaz estava agradecendo a Deus por lhe haver poupado a vida, e não por ter sido assaltado. Mas suponhamos que ele estava dando graças a Deus por sua desdita; espera Deus realmente que lhe agradeçamos as más coisas que nos acontecem?

Aparentemente, Jó pensava assim. Quando sua esposa recomendou que ele amaldiçoasse a Deus e morresse, Jó respondeu: "Temos recebido o bem de Deus, e não receberíamos também o mal?" Jó 2:10. Jó cria que tanto o mal como o bem vêm de Deus e, sendo que era apropriado agradecer-Lhe o bem que Ele concede, devia ser igualmente apropriado agradecer o mal que Ele envia.
Acontece que, embora Jó aparentemente não tenha ficado sabendo, ele estava errado, pois não foi lhe mostrado os bastidores para ver que Satanás, e não Deus, era a causa de suas aflições. É Satanás, o originador do pecado, o responsável último por todo sofrimento, e com certeza nenhum sofredor lhe deve agradecimentos por suas desventuras.

Mas observe que Paulo não diz: "Por tudo dai graças", mas: "Em tudo dai graças" - e isso faz toda a diferença no mundo. Significa que devemos manter uma atitude constante de gratidão, tanto na prosperidade como na adversidade. Na prosperidade, porque sabemos que todas as bênçãos vêm de Deus; na adversidade, porque sabemos que Deus pode tirar algo bom de algo mau - uma bênção a partir de algo que parece maldição. (Neemias 13:2).

Aproveite agora as festas para dar graças a Deus! Feliz Natal!