sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Mansidão e fraqueza

Felizes as pessoas humildes, pois receberão o que Deus tem prometido. (Mateus 5:5)

Eu costumava ter uma forte antipatia com a palavra “mansidão”. Ela me trazia à memória o tempo que eu cursara o ensino médio. Eu era um adolescente tímido, mas almejava ser representante de classe. Ao escolher o colega, e não eu, o professor discursara dizendo “eu escolhi Joaquim porque é uma pessoa com personalidade forte – e não alguém manso...”. 

Claro que não fiquei satisfeito com aquele pronunciamento. Passei anos associando mansidão com fraqueza e havia mentalmente assimilado que precisava erradicar, tanto uma quanto outra, do rol de minhas características, se quisesse crescer na vida. 

Pelo menos é isso o que eu pensava até que encontrei a antipática palavra saltar aos meus olhos das páginas das Escrituras Sagradas. Lá estava ela, uma das primeiras boas características que Jesus citara em seu famoso Sermão da Montanha.

No Sermão da Montanha Jesus começara a mostrar o seu verdadeiro propósito, que, para a decepção de muitos, não era ser um rei terreno, poderoso e repleto de prestígio. Em vez disso, ele começara mostrar o plano de Deus de transformação interior das almas como preparo para um reino espiritual. Como exemplo a ser seguido, Jesus rejeitou os métodos terrestres de aquisição de poder em favor da cura interior proporcionada pelo seu amor e misericórdia.

É a misericórdia de Deus que transforma o coração de pedra em um coração de carne. É a humildade de Cristo que nos chama a um relacionamento com ele. E, finalmente, foi a sua vontade em rejeitar a glória terrena que abriu a porta para usufruirmos a glória celestial.

Agora, Cristo nos pede para aprendermos com ele, que é manso e humilde de coração. Assim, nossas almas podem encontrar o descanso em Deus, enquanto somos por ele fortalecidos para vivermos como “fracos” diante do mundo.

Isso não quer dizer que Deus não tem poder, ou que devemos rejeitar virtudes como a coragem. Mansidão não é fraqueza, pelo contrário, é uma virtude que todos nós precisamos para conquistar este mundo para Cristo.

Faça uma reflexão. Existe alguma área na sua vida que seria beneficiada com um pouco mais de mansidão e humildade? Peça a Deus um coração igual ao dele.