sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Ainda há lugar

Mas eles, um por um, começaram a dar desculpas. O primeiro disse ao empregado: “Comprei um sítio e tenho de dar uma olhada nele. Peço que me desculpe.” (Lucas 14:18)

Há pessoas que são especialistas na arte de apresentar desculpas. Diante de um convite, dizem: “Olha, eu gostaria muito de ir, mas...”; “Não leve a mal dessa vez, mas não vai dar”; “Vai ter que ficar para a próxima”; “Surgiu um imprevisto”; “Você me mandou um e-mail?”; “Ué, você não recebeu?”; “Tentei te ligar, mas o celular estava fora da área.”

Seja na escola, no trabalho, no namoro, na hora da multa no trânsito, as desculpas são as mais criativas possíveis. Existem até sites que ensinam as pessoas a apresentarem uma boa desculpa para tudo.

Na história que envolve o verso acima, um homem rico havia enviado um convite com antecipação a muitas pessoas para uma grande festa. Ele esperava que todos fizessem do convite uma prioridade. Mas, dentre os convidados, surgiram três desculpas. A primeira foi a do homem preocupado com seu trabalho: “Comprei um terreno. Preciso ver se é produtivo, quem são meus vizinhos e as perspectivas de valorização.” O trabalho era mais importante do que o convite para a festa. O segundo tinha comprado dez bois. Estava preocupado com seu investimento. “Preciso ver se estão bem cuidados e se fiz um bom negócio.” E a terceira desculpa foi a mais fria: “Não posso ir.” “O relacionamento com minha família e com os amigos é muito forte. Minha esposa não quer ir.”

Note as três desculpas: trabalho, investimento e relacionamentos. Até hoje continuam sendo fatores importantes na hora da decisão.

Nós também, quando fazemos uma festa, queremos ter a casa cheia e ficamos aborrecidos quando a pessoa não dá satisfação. Da mesma forma, Deus espera que seu convite tenha prioridade.

O dono da festa não insistiu com os que trataram com descaso seu convite. Ele disse aos seus servos: “Já que alguns convidados não vieram, eu estendo o convite a todos. Saiam depressa e convidem a todos quanto encontrarem pela frente. É com eles que vou fazer a festa.” Como o compromisso da graça de Deus é alcançar tantos quantos seja possível, da mesma forma o convite para a Salvação foi estendido a todos. 

Em seu amor e graça, Deus quer ver em seu Reino a presença de muitos salvos. E Ele diz: “Venham, pois ainda há lugar.”