sexta-feira, 24 de maio de 2013

A união constrói

Ofereçam-se completamente a Deus como um sacrifício vivo, dedicado ao seu serviço e agradável a ele. Esta é a verdadeira adoração que vocês devem oferecer a Deus. (Romanos 12:1)

A Palavra nos recomenda deixarmos Deus nos transformar por meio de uma completa mudança da nossa mente. Assim conheceremos a sua vontade, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.

Para que possamos construir um mundo melhor por meio da união, em primeiro lugar não devemos nos achar melhores do que realmente somos, mas pensarmos com humildade a respeito de nós mesmos. Porque, assim como em um só corpo temos muitas partes, e todas elas têm funções diferentes, assim também nós, embora sejamos muitos, somos um só corpo por estarmos unidos com Cristo. E todos estamos unidos uns com os outros como partes diferentes de um só corpo.

Devemos usar os nossos diferentes dons de acordo com a graça que Deus nos deu. Se é o dom de servir, então devemos servir; se é o de ensinar, então ensinemos; se é o dom de animar os outros, então animemos. Quem reparte com os outros o que tem, que faça isso com generosidade. Quem ajuda os outros, que ajude com alegria. O nosso amor não pode ser fingido. O mal deve ser odiado e todos devem ser tratados com respeito.

Devemos trabalhar com entusiasmo e sem preguiça. Servir o Senhor com o coração cheio de fervor. A esperança que temos em Cristo deve nos manter alegres; aguentando os sofrimentos com paciência e oração.

Precisamos pedir que Deus abençoe os que nos perseguem, e não que os amaldiçoe. Alegrar-se com os que se alegram e chorar com os que choram é a melhor demonstração de solidariedade. 

Não podemos ser orgulhosos ao ponto de não aceitarmos serviços humildes, achando que somos mais sábios do que os outros.

Não se pode pagar o mal com o mal, mas no que depender de nós, façamos todo o possível para viver em paz com todas as pessoas. Deixemos de lado a vingança, e confiemos no castigo de Deus, pois as Escrituras Sagradas dizem: “Eu me vingarei, eu acertarei contas com eles, diz o Senhor.” Pelo contrário, se o nosso inimigo estiver com fome, demos comida a ele; se estiver com sede, demos água. Porque assim o faremos queimar de remorso e vergonha. Enfim, não deixemos que o mal nos vença, mas vençamos o mal com o bem. (Romanos 12:2-21)

Assim, seremos mais unidos e construiremos um mundo melhor.