terça-feira, 12 de março de 2013

Sinais dos tempos: Os homens-deuses

“Subirei até o céu e me sentarei no meu trono, acima das estrelas de Deus. Reinarei lá longe, no monte onde os deuses se reúnem. Subirei acima das nuvens mais altas e serei como o Deus Altíssimo.” (Satanás) 

Essa citação encontra-se em Isaías 14 e foi escrita no momento em que o profeta descrevia a queda da “brilhante estrela da manhã”, hoje, o deus deste mundo. Satanás sempre tentou imitar Deus. E ainda tenta. Isso não é novidade, pois pode até se disfarçar e ficar parecendo um anjo de luz. (2 Coríntios 11:14) 

Quando observamos a grande comoção que se apodera de um povo diante da perda de seu líder, somos levados a nos lembrar de outras histórias de homens embalsamados, como Lênin e Mao Tsé-tung – verdadeiros deuses para seus povos. No mundo sempre haverá políticos e líderes querendo imitar Deus com propostas de soluções milagrosas para um mundo tão carente. E pior, muitos deles, tentam serem maiores do que Deus, da mesma forma como fez Lúcifer, que enganou e carregou consigo a terça parte dos anjos. 

Quando a Palavra de Deus se tornou carne e Jesus Cristo viveu neste mundo, lemos que Satanás novamente revelou seu plano enganador: Ele levou Jesus para um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e as suas grandezas e disse: — Eu lhe darei tudo isso se você se ajoelhar e me adorar. Jesus respondeu: — Vá embora, Satanás! As Escrituras Sagradas afirmam: “Adore o Senhor, seu Deus, e sirva somente a ele.” (Mateus 4:8-10) 

Não deveria haver dúvida na mente de ninguém sobre a identidade do “deus deste século”. É o próprio Satanás. Ele é o enganador-mor que, na sua filosofia materialista, induz homens a serem “deuses” e convence outros tantos a adorarem-nos. São os “homens-deuses”, que aparecem no mundo, embromam o povo, e no final se transformam em múmias embalsamadas. 

No plano espiritual, a principal obra de Satanás é instigar as pessoas a produzirem seus próprios meios de salvação e, com isso, a construírem um reino no qual Cristo é inaceitável. Chegará o momento em que a grande maioria dos homens será enganada e aqueles que não aceitarem a Cristo como seu único Salvador farão parte desse reino por meio do qual Satanás tentará imitar o Reino Celestial. Os homens-deuses podem muito bem serem seus agentes.

Devemos ficar atentos para não cairmos na cilada do pai da mentira e sair por aí adorando homens. (Apocalipse 13:4). Só Deus deve ser adorado.