terça-feira, 27 de novembro de 2012

O céu existe sim.

Então o Rei [Jesus] dirá aos que estiverem à sua direita: “Venham, vocês que são abençoados pelo meu Pai! Venham e recebam o Reino que o meu Pai preparou para vocês desde a criação do mundo”. (Mateus 25:34) 

Ao contrário do pastor norte americano Rob Bell, quando expressou sua opinião a respeito do céu na entrevista concedia à revista Veja de 28 de novembro de 2012, Jesus Cristo disse que viveremos eternamente com Deus no novo céu e na nova terra. 

Eu prefiro acreditar em Jesus Cristo. Isso que ele disse está escrito em sua Palavra, a Bíblia Sagrada. À medida que lemos as Escrituras ouvimos a voz do Criador nos falando por intermédio delas; percebemos então que o livro que estamos lendo é diferente de qualquer outro, que é de fato um livro com as palavras do próprio Deus falando-nos ao coração. 

Após o Juízo Final, nós entraremos para sempre no pleno gozo da vida na presença de Deus. Entraremos em um reino onde não haverá nada que esteja debaixo da maldição de Deus. O trono de Deus e do Cordeiro lá estará, e os seus servos o adorarão. (Apocalipse 22:3) 

Quando se referem a esse lugar, os que creem geralmente falam em viver para sempre com Deus “no céu”. Mas na verdade o ensino bíblico é muito mais rico: ele nos diz que haverá novo céu e nova terra — uma criação inteiramente renovada e viveremos ali com Deus. 

O Senhor promete por meio de Isaías que está criando um novo céu e uma nova terra; que o passado será esquecido, e que ninguém se lembrará dele. (Isaías 65:17) E manda escrever que “assim como o novo céu e a nova terra que eu vou criar durarão para sempre pelo meu poder, assim também durarão os nomes de vocês, e vocês sempre terão descendentes”. (Isaías 66:22). Nós estamos esperando um novo céu e uma nova terra, onde tudo será feito de acordo com a vontade dele. (2 Pedro 3:13) 

Na visão que João teve dos eventos posteriores ao Juízo Final, ele viu um novo céu e uma nova terra. O primeiro céu e a primeira terra desapareceram, e o mar sumiu. Ele viu a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia do céu. Ela vinha de Deus, enfeitada e preparada, vestida como uma noiva que vai se encontrar com o noivo. (Apocalipse 21:1-2) Não sei explicar mas haverá uma unificação do céu e da terra.

João também ouviu uma voz forte que vinha do trono, a qual disse: — Agora a morada de Deus está entre os seres humanos! Deus vai morar com eles, e eles serão os povos dele. O próprio Deus estará com eles e será o Deus deles. Ele enxugará dos olhos deles todas as lágrimas. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor. As coisas velhas já passaram. Segundo João, aquele que estava sentado no trono disse: — Agora faço novas todas as coisas! E também disse: — Escreva isto, pois estas palavras são verdadeiras e merecem confiança. (Apocalipse 21:3-5) 

Quem falou em céu? Ora, além de Jesus Cristo, filho de Deus, temos vários outros testemunhos escritos na Bíblia. Um dos mais claros testemunhos a respeito do céu é o de Estevão, quando no momento da sua morte, cheio do Espírito Santo, olhou firmemente para o céu e viu a glória de Deus. E viu também Jesus em pé, ao lado direito de Deus. Então disse: — Olhem! Eu estou vendo o céu aberto e o Filho do Homem em pé, ao lado direito de Deus. (Atos 7:55-56) 

Eu acredito nisso, até porque se a nossa esperança em Cristo só vale para esta vida, nós somos as pessoas mais infelizes deste mundo. (1 Coríntios 15:19) Mas é preciso fé. Quem não a tem deve pedir a Deus.