terça-feira, 11 de setembro de 2012

Mentes acorrentadas

Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso. [...] Os deveres que eu exijo de vocês são fáceis, e a carga que eu ponho sobre vocês é leve. (Mateus 11:28-30) 

Jesus Cristo dirigiu essas palavras exatamente aos que queriam ter uma vida correta diante Deus, mas estavam sendo sobrecarregados com os fardos psicológicos que os líderes religiosos impunham em nome da Lei hebraica. 

O convite do Evangelho é um tríplice apelo: “Vinde a mim; tomai o meu jugo; aprendei de mim”. Abrange toda a extensão da vida cristã: salvação – serviço – santificação. Assim, com a encarnação do Filho de Deus, caiu por terra todo e qualquer fundamento que dê suporte às mais variadas formas de escravidão física e psicológica. 

Mas ainda hoje vemos muitas mentes inocentemente acorrentadas por falácias de líderes não comprometidos com as Boas Novas. Talvez seja por isso que lemos declarações públicas de desabafos como as do irmão e escritor Caio Fábio e ficamos às vezes estupefatos: 

“[...] É insuportável ver o culto à fé na fé, e também assistir descarados convites feitos em nome de Deus para que se façam novos sacrifícios, visto que o de Jesus não foi suficiente, e Deus só atende se alguém fizer voto de frequência ao templo, e de dinheiro aos sacerdotes do engano e da ganância. Insuportável! 

[...] É insuportável ver o povo sendo levado para debaixo do jugo da Lei quando se ressuscitam as maldições todas do Velho Testamento, e que morreram na Cruz, quando Jesus se fez maldição em nosso lugar. Insuportável! 

[...] É insuportável ver a Bíblia sendo ensinada por cegos e que guiam outros cegos, visto que nem mesmo passaram da Bíblia como livro santo, desconhecendo a Revelação da Palavra da Graça do Evangelho de Deus. Insuportável tristeza! 

[...] É insuportável ver que há muitos que sabem, mas que nada dizem; veem, mas nada demonstram; discernem, mas em nada confrontam; conhecem, mas tratam como se nada tivesse consequências… Insuportável… 

[...] É insuportável ver que se prega o método de crescimento de igreja, não a Palavra; que se convida para [as atrações da] igreja, não mais para Jesus; e que a cada cinco anos toda a moda da igreja muda, conforme o que chamam de “novo mover”. Insuportável vazio! 

[...] É insuportável ver seres humanos sendo jogados fora do lugar de culto por causa de comida, bebida, cigarro, roupa, sexualidade, ou catástrofes de existência. Isto enquanto se alimenta o povo com maldade, inveja, mentira, politicagem, facções, e maldições. Insuportável é coar o mosquito e engolir o camelo!” 

Acrescenta-se a isso tudo a insuportável visão de líderes religiosos infringindo descaradamente a Lei que veda a veiculação de propaganda eleitoral nos templos. Da mesma forma que o "voto de cabresto" utilizado na escravidão física, tentam introduzir o voto baseado na prisão psicológica, quando insinuam que se comete pecado não votar no candidato indicado pelos "profetas de Deus".  

Levantar-se contra um sistema como esse é muito desafiador. Mas é preciso dizer como Jesus Cristo: — Como vocês estão errados, não conhecendo nem as Escrituras Sagradas nem o poder de Deus! (Mateus 22:29) 

Se você está cansado de tudo isso, não ignore o chamado de Cristo. Liberte sua mente da prisão e volte-se para Jesus, porque o fardo dele é realmente suave.

6 comentários :

  1. Não podemos aceitar o jugo do homem,só o de Jesus nos basta.

    ResponderExcluir
  2. obrigada esse devocional falou muito comigo.bom dia!!!

    ResponderExcluir
  3. Abençoado como sempre!
    Tudo o que precisa ser dito e feito...
    Abs!

    ResponderExcluir
  4. Não basta ser crente. É preciso ser inteligente e discernir os fatos circundantes na revelação do Esírito Santo, para não cair em ventiladores (ventos de doutrinas) e liturgias ocas sem sentido espititual com rituais massacrantes e inconvenientes. Liderar é servir e não servir-se. Interessante: - dizem alguns que so se exibem e houver um "dindin" primeiro; só participo se houver pecúnia. Se toco, se danço, se falo, se prego... me dá um dinheiro aí. Cuidemos para não cairmos nas profecias de Pedro; 2ª Pedro 2:3-4...
    Terrível mesmo! O melhor é sair de perto dos ventiladores e nos achegarmos ao verdadeiro vento do Espírito.

    ResponderExcluir
  5. Fernando Conde13 setembro, 2012

    Presado irmão a situação é crítica pq a obra da mente humana e os interesses coloquias tendem a favorrecer ao imediatismo, e o servir com sinceridade fica mascarado pela retórica de conselhos de arrumação. Esforcemos para ficar no barco com JESUS confiando somente em sua graça e na sua misericórdia. Nem sempre o homem agrada a todos - o julgar e sempre parcial e de interesse cabrestante, e quem não é orelhudo sai da reta ! Acredito que por aí está uma prova para os nossos dias. Provemos quem está com a verdade ou quem está dissimulado. Um abração no coração - A OBRA DO HOMEM É DIFÍCIL DE ENGOLIR !!!

    ResponderExcluir
  6. Rosana Teixeira14 setembro, 2012

    Uma pergunta aos leitores do Devocional: Não seria o momento de criarmos um outro nome para a "nossa" Religião?? Dizer que somos "Evangélicos" ... sendo que hoje existem tantos desvirtuamentos... tantas Igrejas que com o título de Evangélicas praticam atos não evangélicos e pregam doutrinas que passam longe do Cristianismo??? Hoje até os Bancos e Seguradoras consideram os que se denominam Evangélicos ... pessoas com alto risco no que se refere ao não pagamento de financiamentos, seguros etc, ou seja, são consideradas pessoas sem credibilidade. É muito triste !!! Vamos pensar????!!!! É um bom tema para estudo.

    ResponderExcluir