domingo, 13 de maio de 2012

Mãe cuidadosa

A mulher de Manoá deu à luz um filho e pôs nele o nome de Sansão. O menino cresceu, e o Senhor o abençoou. (Juízes 13:24) 

Certa vez, uma mulher humilde e sem filhos foi abordada num campo pelo Anjo do Senhor que profetizou que ela daria à luz um filho que livraria Israel do pesado jugo dos filisteus. Essa mulher, cujo nome não é revelado, era esposa de Manoá, da tribo de Dã. Eles viviam em Zorá, a oeste de Jerusalém. A profecia deve ter soado como um presente inacreditável, pois era ela estéril. 

Ao que parece, Manoá e sua esposa eram crentes devotos, mas a profecia do Anjo pareceu boa demais para ser verdade. A esposa contou ao marido tudo o que havia acontecido, e Manoá orou para que o Homem de Deus voltasse, a fim de ‘nos ensinar o que devemos fazer ao menino que há de nascer’ (v. 8). Eles não hesitaram em crer. O Anjo voltou, pela terceira vez, para repetir as regras de que a mãe não deve beber vinho, nem cerveja e não deve comer nenhuma comida proibida ou tocar em coisa que faz mal à saúde, pois o menino em seu ventre será dedicado a Deus como nazireu por toda a vida. 

Apesar de essa mulher possivelmente ser analfabeta e dependente do marido, como crente e futura mãe ela não teve problemas em seguir as instruções do mensageiro celeste e cuidadosamente passou a cuidar da sua saúde e da saúde do seu filho. Manoá imediatamente fez uma oferta a Deus e, ao subir a chama do sacrifício aos céus, o Anjo se foi com ela. Assustados, os dois prostraram-se com o rosto em terra. 

Para uma sociedade pervertida como a deles, a revelação sobrenatural era necessária e a demonstração dramática confirmou a intervenção sobrenatural de Deus, sem dúvida uma resposta às orações do casal. Quando Manoá expressou seu medo de que eles morressem por terem visto o Senhor, sua esposa demonstrou confiança que toda mãe deve ter em Deus: ‘— Se o Senhor nos quisesse matar, não teria aceitado nossas ofertas. Ele não nos teria mostrado tudo isso, nem falado todas essas coisas’ (v. 23). 

Sansão, seu filho, foi criado com muito cuidado. Ele foi nazireu de nascença e foi educado para continuar servindo ao Senhor por toda a sua vida. Como sua mãe lhe havia ensinado, Sansão deveria abster-se de vinho e bebidas fortes, não poderia raspar a cabeça e não poderia ter contato com a impureza. Enquanto esteve atento às instruções de sua mãe, Sansão, que significa ‘esplêndido’, foi muito usado por Deus para conter o jugo dos filisteus sobre os israelitas e, em decorrência disso, seu nome encontra-se na galeria dos heróis da fé (Hebreus 11:32). 

A mãe de Sansão foi uma mulher feliz e realizada. Ela pode educar cuidadosamente seu filho sob a orientação da Palavra de Deus e seu filho, além de muito abençoado, pode também abençoar uma nação inteira. Por certo, as orações e o cuidado de sua mãe desempenharam importante papel na contribuição de Sansão como libertador de seu povo. Essa mulher, cujo nome não sabemos, será lembrada como aquela que creu e que deixou o testemunho de que toda mulher, mãe ou futura mãe, deve não apenas ouvir a orientação de Deus, mas também obedecê-la nos mínimos detalhes: mãe não deve beber vinho, nem cerveja e não deve comer nenhuma comida proibida ou tocar em coisa que faz mal à saúde (v. 14). Qual mãe cuidadosa é essa? 

Apesar de grata por ter um filho de força tão incomum, essa mãe humilde deve ter se entristecido demasiadamente com o egoísmo e a desobediência de Sansão que, na vida adulta, arrogantemente escolheu desviar-se do caminho do Senhor e ter um estilo de vida que refletia o caráter decadente do mundo na época. Por causa disso, morreu derrotado, cego e acorrentado a um moedor de grãos.

Mãe, você é a pessoa mais importante do mundo para o sucesso do seu filho. Filho, você é e deve continuar sendo a alegria eterna de sua mãe. Ela cuidadosamente lhe criou e educou com todo carinho e amor. Hoje ela espera de você a valorização que lhe é devida. 

Se seu filho tomou outro rumo mãe, não se desespere! A mãe de Sansão, quando ainda não tinha um filho ao seu lado, suportou por muitos anos a tristeza de uma mulher que, pelo costume da época, logo seria esquecida por não ter filhos para manter viva sua memória. Entretanto, ela nunca desistiu de orar, pois cria no milagre e sabia que os santos anjos de Deus estão sempre prontos a realizar a vontade do Senhor. E essa vontade pode se manifestar na sua vida do modo quando você menos espera. Creia tão somente!

Mãe te amo muito! Você é muito importante pra mim! Te quero demais!