sexta-feira, 18 de maio de 2012

As virtudes aperfeiçoadas

Não estou dizendo isso por me sentir abandonado, pois aprendi a estar satisfeito com o que tenho. Sei o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que é preciso. Aprendi o segredo de me sentir contente em todo lugar e em qualquer situação, quer esteja alimentado ou com fome, quer tenha muito ou tenha pouco. Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação. (Filipenses 4:11-13).

Eu não me impressiono com o excesso de virtude de uma pessoa a menos que me seja mostrado o lado oposto da virtude dessa mesma pessoa. Um homem não prova sua grandeza apenas pelo que existe em uma extremidade, mas, pelas duas extremidades ao mesmo tempo, incluindo também o que existe entre ambas. (Pascal de Blaise)

Os pecados são diretamente opostos às virtudes. A vaidade; a inveja; a ira; a preguiça; a avareza; a gula e a luxúria são opostas à humildade; à caridade; à paciência; à diligência; à generosidade; à temperança e à castidade.

Virtudes são todos os hábitos constantes que levam o homem para o bem, quer como indivíduo, quer como espécie, quer pessoalmente, quer coletivamente. A virtude, no mais alto grau, é o conjunto de todas as qualidades essenciais que constituem o homem de bem. Segundo Aristóteles, a virtude é uma disposição adquirida de fazer o bem, e ela se aperfeiçoa com o hábito. Existem duas categorias de virtudes: as teologais: fé, esperança e amor; e as humanas: prudência, justiça, fortaleza e temperança.

Vamos focar nas virtudes teologais e no que podemos fazer para aperfeiçoá-las com os nossos hábitos. Os opostos da fé, da esperança e do amor são a incredulidade, a insegurança e o medo.

Nós somos verdadeiramente cristãos quando demonstramos nossa fé em qualquer circunstância. Eu devo confiar no Senhor quando tudo vai bem e quando tudo vai mal também. Eu glorifico ao Senhor quando estou empregado e ganhando um bom salário e também quando me faltam o emprego e o dinheiro que dele vem.

Eu devo brilhar em Cristo quando o Sol da justiça derrama seus raios abençoados sobre minha vida e também quando as nuvens negras e tempestuosas se instalam sobre meus dias. Minha fé precisa ser a mesma nos dois lados. Meu amor tem de ser demonstrado nas duas situações. Minha esperança deve estar firme independente dos fatores que a cercam.

É muito fácil sorrir quando a nossa saúde está perfeita, quando nossa conta bancária apresenta um valor bem alto, quando nossos sonhos são realizados rapidamente, quando nossas conquistas são constantes e grandiosas. Difícil é viver feliz na adversidade, é testificar bênçãos quando o dinheiro está longe de nós, quando nossos sonhos são trocados por pesadelos, quando todas as nossas tentativas são frustradas, quando o choro parece dormir diariamente ao nosso lado.

Mas, não importando as nossas virtudes nem o lado oposto a elas, não importando se sentimos fortes ou fracos, não importando se as lutas parecem aumentar a cada dia, nós somos felizes em qualquer situação porque Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, morreu em uma cruz por nós, ressuscitou para dar vida abundante e eterna, e hoje está vivo! Ele está conosco para nos ajudar a aperfeiçoar essas virtudes com os nossos próprios hábitos!