sexta-feira, 23 de março de 2012

Quem é o seu Jesus?

Eu digo isso para que, por estarem unidos comigo, vocês tenham paz. No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo. (João 16:33).

A pregação alcança homens; a oração alcança Deus. O pastor que não é um homem de oração é um pastor de brincadeira. A congregação que não é uma congregação de oração é uma congregação desviada. Para sermos muito para Deus precisamos ser muito com Deus. (Dr. Ravenhill)

E nós, o que somos? Somos muito com Deus, por buscarmos constantemente Sua presença? Ou, por não viver uma vida junto ao Senhor, mesmo pensando que somos muito para Deus, na realidade, não passamos de pouco ou nada para Ele?

Cuidado! Criaram um Jesus diferente que anda sendo pregado por ai? Muitos, hoje, nas congregações, por buscarem outros interesses, estão deixando a causa do verdadeiro Jesus e vivendo em função das próprias vidas. Não vemos mais o Jesus Salvador, não vemos mais o Jesus Libertador, não vemos mais o Jesus que enche os corações com o Espírito Santo. Não vemos mais o Jesus que sai ao encontro das ovelhas desgarradas e feridas. Não vemos mais o Jesus que voltará para buscar o seu povo.

Parece que o único Jesus que vemos é o que enriquece, o que paga as dívidas, o que faz do homem uma pessoa de fama e prosperidade. Parece um Jesus investimento, onde todos aplicam seu dinheiro, na expectativa de um lucro grande e rápido! Parece um Jesus que só quer ao seu lado as pessoas felizes, realizadas, abastadas, que trazem alegrias. Aquelas problemáticas, cheias de tristezas e dores, esse falso Jesus não quer nem ver por perto.

O que vemos hoje em muitas congregações são aglomerados de pessoas que foram ensinadas a procurarem Jesus por causa da multiplicação dos pães. Jesus mesmo disse: vocês estão me procurando porque comeram os pães e ficaram satisfeitos e não porque entenderam os meus milagres. Não trabalhem a fim de conseguir a comida que se estraga, mas a fim de conseguir a comida que dura para a vida eterna. O Filho do Homem dará essa comida a vocês porque Deus, o Pai, deu provas de que ele tem autoridade. (João 6:26-28)

Mas pelo contrário, o que vemos nas Escrituras é um Jesus de amor, que perdoa pecados, que salva o pecador, que nos advertiu sobre aflições e angústias, sobre problemas e tentações, sobre a dificuldade do caminho. Um Jesus que sai das quatro paredes e vai ao encontro das almas que caminham para a perdição. O Jesus das Escrituras nos mostra momentos de crise, de tempestades, de solidão, e até de desespero. Mas mostra também que está conosco, nos mostra que podemos contar com Sua ajuda, que com Ele somos mais que vencedores nas dificuldades, principalmente as espirituais.

O Jesus que vemos por aí, o da vida num paraíso constante, o do dinheiro fácil e sem labuta, não é o Jesus da Bíblia, não é o meu Jesus. O que o meu Jesus prometeu e disso eu tenho plena convicção, é que supriria todas as minhas necessidades e que, se eu o buscasse de coração, em primeiro lugar, me daria tudo de que precisasse, até a riqueza, caso seja essa a Sua vontade.

Qual é o seu Jesus? Qual é o Jesus da sua congregação? Qual é o Jesus que você segue? É o Jesus da Bíblia? Receba hoje o verdadeiro Jesus em seu coração. O meu é o "Jesus is coming soon". Aquele que está voltando.