sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

O grande segredo

E o meu Deus, de acordo com as gloriosas riquezas que ele tem para oferecer por meio de Cristo Jesus, lhes dará tudo o que vocês precisam. (Filipenses 4:19)

O que você quer não é necessariamente bom para você. Insistir e correr atrás de algo que você pensa ser ideal pode ofuscar a visão para o que você realmente precisa. Isso é válido para tudo na vida. Na Bíblia temos vários exemplos de pessoas que queriam uma determinada coisa, mas Deus lhes deu o que eles realmente precisavam.

Jacó não queria se casar com Lia. Ele queria Raquel. Mas por sutileza de seu sogro, Jacó foi obrigado a ficar com Lia. Mas Jacó não deixou que lhe roubassem a bênção. Assim, ele prometeu trabalhar mais sete anos para ter Raquel como esposa. Por causa desse "atraso", Jacó não perdeu tempo na vida, mas cresceu espiritualmente e seu caráter foi refinado. Seus filhos se tornaram a nação de Israel e, por meio do povo israelita, Deus enviou o Seu Filho Jesus Cristo para salvar a humanidade. (Gênesis 29)

Pouco antes da sua morte na cruz, Jesus orou ao Pai dizendo: “Meu Pai, se este cálice de sofrimento não pode ser afastado de mim sem que eu o beba, então que seja feita a tua vontade” (Mateus 26:42). Jesus não queria magoar o Pai deixando de cumprir a vontade dEle que era morrer na cruz pelos pecados da humanidade. É que nos planos de Deus, somente um homem sem pecado poderia com a sua morte expiar o pecado da humanidade (João 1:29). Deus, em Seu grande amor e misericórdia, determinou que o Seu Filho Unigênito morresse para pagar o preço para que você e eu fôssemos salvos da morte eterna.

Quando Paulo compreendeu que Jesus Cristo veio ao mundo para cumprir toda a Lei e abrir o caminho para o livre acesso ao Pai, ele se tornou um missionário apaixonado por Jesus Cristo. Enquanto ele era o velho Saulo, ele perseguia os cristãos porque, no seu entender, os cristãos não cumpriam à risca a antiga lei de Moisés. Ele estava fazendo exatamente o contrário do que Deus queria que fizesse. Por causa disso, Deus interveio, cegou temporariamente os seus olhos e depois lhe deu uma nova visão. Uma vez renomeado Paulo, ele passou a testemunhar a sua experiência de conversão. Assim, fez três viagens missionárias para representar Cristo, orientou jovens ministros, incluindo Timóteo, e escreveu muitas das Epístolas no Novo Testamento.

O que Deus precisava fazer acontecer em cada uma dessas vidas era tudo parte do Seu perfeito plano. Hoje nós temos a certeza disso porque conhecemos a história, mas na época, Jacó, Jesus e Paulo passaram por lutas terríveis para saber se estavam realmente fazendo a vontade de Deus. Como não temos a capacidade de conhecer o futuro, há momentos que temos dificuldades de entender e aceitar alguns acontecimentos atuais como sendo parte do plano de Deus para nós.

O segredo para saber se nossos planos estão encaixados na vontade de Deus se divide nos passos a seguir. a) confiar plenamente na capacidade de Deus em prover o melhor para nós; b) não insistir naquilo que não está dando certo; c) tentar conciliar aquilo que queremos com aquilo que Deus está oferecendo para nós em forma de ‘oportunidades’; e d) aproveitar todas as oportunidades que aparecem para nós, desde que, ao aproveitá-las, não percamos a paz de espírito. Deus sabe exatamente o que precisamos e colocará à nossa disposição aquilo que Ele quer que usufruamos. Esse é o grande segredo.