segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Quem Está Mudando Nossas Vidas?

‘Este ano eu vou parar de ...’ ou ‘Este ano eu vou começar a ...’ ou ‘Este ano eu vou fazer melhor o meu trabalho ...’

Quem já fez alguma promessa parecida com essas no início do ano? Agora que passou o primeiro mês de 2011, quem já descumpriu pelo menos uma delas? Eu também.

No início de cada ano, a maioria de nós sonhamos com mudanças, listamos grandes objetivos, expectativas e fazemos promessas. Nós queremos ser diferentes. Queremos ver melhorias. Queremos saber se estamos progredindo em nossas vidas. Nenhum desses desejos são errados, mas...

Como cristãos, temos que lembrar que, por nós mesmos, não somos capazes de promover grandes mudanças em nossas vidas. Dependemos do Espírito Santo! Nós temos o Espírito de Deus vivendo dentro de nós! Somos apenas o Seu templo! Então, não cabe a nós promovermos mudanças em nossas vidas, sem a orientação dEle.

Eu também tomei algumas resoluções e estabeleci algumas metas para esse ano. Tenho muitas coisas que quero mudar em minha vida. Muitas já deveriam ter sido mudadas há muito tempo! Outras, já tentei tantas vezes mudar – e não consegui – que até penso em desistir. Felizmente, eu tenho Aquele que vive e trabalha na minha vida, que é muito diferente de mim, e que pode me ajudar.

Jesus disse: – Se vocês me amam, obedeçam aos meus mandamentos. Eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Auxiliador, o Espírito da verdade, para ficar com vocês para sempre. O mundo não pode receber esse Espírito porque não o pode ver, nem conhecer. Mas vocês o conhecem porque ele está com vocês e viverá em vocês. (João 14:15-17). Esse pode me ajudar a promover mudanças na minha vida! Ele é o único que pode fazer a minha vida funcionar como Deus quer.

Então, o que devemos fazer? Devemos procurar ser cheios do Espírito Santo! Devemos orar para que os nossos planos, metas e resoluções sejam cumpridos. Estejamos abertos às mudanças que nosso intercessor Espírito Santo quer fazer, mediante o Seu poder que habita em nós. É só Ele quem pode mudar nossas vidas!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Cristianismo Autêntico

Encham-se do Espírito de Deus. Animem uns aos outros com salmos, hinos e canções espirituais. Cantem, de todo o coração, hinos e salmos ao Senhor. Em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, agradeçam sempre todas as coisas a Deus, o Pai. (Efésios 5:18-20) 

Em 1971, o escritor Francis Schaeffer publicou True Spirituality (Verdadeira Espiritualidade), livro destinado às pessoas que queiram experimentar a realidade de Cristo na vida diária. No início, seu livro é uma série de lições bíblicas. Ele conta o que ensinou à sua família e aos estudantes que se reuniam regularmente em sua casa nos Alpes suíços. Mas antes que aquelas lições se tornassem exemplos para outras pessoas, Schaeffer as ensinou a si mesmo. 

Schaeffer conta que passou por um período negro em sua vida. Ele estava preocupado com a diferença desproporcional entre o conhecimento bíblico que ele via em si mesmo e a alegria espiritual genuína que experimentava. 

Ao longo desse período que passou caminhando nas montanhas, Francis repensou suas razões de ser um cristão. No final ele concluiu que a obra completa de Cristo é realmente a fonte da vida diária do cristão. Ele ficou profundamente convencido de que a vida cristã não pode se resumir a apenas ao conhecimento teórico do plano de Deus para salvar o homem, mas deve ser vivida de forma prática, com a busca constante do Espírito Santo, para que se torne uma alegria espiritual genuína. 

O cristão cheio do Espírito Santo irradia alegria e contagia positivamente o ambiente por onde passa. Ele sempre procura transmitir ânimo e esperança às pessoas em sua volta. A alegria que ele experimenta é a de demonstrar ao mundo o amor de Cristo mediante suas ações. Esse é o cristianismo autêntico!

Como está sua espiritualidade? Você é uma pessoa atraente ou repelente? Você ama o seu próximo? Imagine se um amigo ou membro da família fosse chamado a testemunhar a respeito da sua espiritualidade, que resposta eles dariam? Pense em quais são as motivações que um cristão deve ter! Reflita sobre o que significa ter uma relação autêntica com Deus.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Rejeite o desânimo...

'O coração alegre é bom remédio, mas o espírito abatido faz secar os ossos.' Prov. 17:22

Está provado pela ciência médica que pessoas felizes vivem mais. Mesmo com câncer, aqueles que estão em paz com Deus e com os homens têm mais possibilidades de cura. Não se trata de pensamento positivo. Com autodisciplina e um pouco de esforço, você pode repetir um milhão de vezes: "Eu estou bem." Porém, quando a noite chega, os fantasmas de sua própria consciência perturbam seu coração. Tudo continua igual.

A expressão "o coração alegre", que o provérbio acima menciona, em hebraico, éLeb sámêh, literalmente significa um coração satisfeito e agradecido. Satisfação, não conformismo. É reconhecimento da soberania de Deus. 

Nada acontece abaixo do Sol sem que Ele o permita. Eu sei que você não compreende muitos acontecimentos pelos quais está passando hoje. A dor impede de ver muitas coisas, mas o tempo se encarregará de mostrar-lhe que Deus tem sempre razão.

A confiança em Deus coloca paz e otimismo em seu coração. Não são atitudes fabricadas. São caudais de água limpa que brotam de um manancial puro. Conectado ao poder infinito, o ser mais frágil torna-se forte e olha a vida sob um prisma diferente.

Nas horas mais escuras da vida, aprenda a confiar em Deus. Por mais que a adversidade pareça arrasar seus sonhos, Deus não perdeu o controle da situação. Ele continua ao leme de sua pequena embarcação e o levará ao porto seguro. O segredo é não desistir. Se você tirar os olhos de Jesus e os colocar nas dificuldades, o barquinho começará a afundar. Só Jesus é capaz de ajudá-lo a atravessar o vale das trevas pelo qual você está passando.

Abra seu coração a Deus, clame! Diga-Lhe que já não tem forças para resistir à provação. Ele o ouvirá. Não é insensível ao sofrimento humano. Não precisa ser informado da dor que envolve a sua vida. Mas quando você diz pra Ele o que está sentindo, a sua fé aumenta, a confiança brilha, e isso lhe faz um bem extraordinário. Porque "o coração alegre é bom remédio, mas o espírito abatido faz secar os ossos."

Contribuição de Alejandro Bullón, Pr

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O Ano de Bênçãos Ocultas

Deus fere, mas ele mesmo faz o curativo; ele machuca, mas as suas mãos curam. (Jó 5:18) Tudo de bom que recebemos e tudo o que é perfeito vêm do céu, vêm de Deus, o Criador das luzes do céu. Ele não muda, nem varia de posição, o que causaria a escuridão. (Tiago 1:17) 

Embora o Ano Novo já tenha começado, eu ainda estou avaliando tudo o que aconteceu com minha família no ano passado. Desculpe-me por estar um pouco atrasado, mas eu aproveito a calmaria das férias para uma reflexão. Eu sempre gosto de avaliar o que Deus tem feito em nossas vidas. 

Resumindo 2010, eu o chamo de ano de bênçãos ocultas. Além de muitas outras coisas ruins que me aconteceram, eu perdi meu irmão, assassinado por um ladrão, de forma brutal, dentro de seu próprio lar. Em decorrência disso, muitos outros problemas familiares me ocorrem até hoje. Não consegui com os olhos carnais enxergar nenhuma bênção!

Entretanto, eu me sinto sortudo por ter sobrevivido 2010. Isso não é um um exagero! Eu sei que sou dependente da graça de Deus, que tem me mantido vivo a cada ano. Mas este ano de 2010, porém, eu praticamente tive o meu nariz esfregado em trajédias. Todos os acontecimentos me levaram a questionar ‘porque isso aconteceu comigo?’ e eu mesmo a me responder com ‘graças a Deus por tudo’. A verdade é que o Senhor não me deixou passar ileso por essas provas, pois eu senti, e sinto na alma as consequências de tudo. Entretanto, Ele usou o meu sofrimento para trazer uma coisa boa: a experiência de sentir de forma real a graça divina. 

Eu sou uma pessoa orientada para resultados, por isso eu sempre me esforçava bastante para ser "suficientemente bom" para Deus, e com isso "ganhar" o favor de Deus por ser um bom cristão. Mas eu estava completamente errado nos meus conceitos. Eu cheguei à conclusão que é somente Cristo que nos dá o dom da vida, apesar de nossos melhores esforços, que só servem para atrapalhar o efeito da graça divina em nós. 

Eu poderia escrever sobre outras coisas ruim que ainda vêm me acontecendo, mas a idéia que quero passar aqui é essa: Devemos esperar com paciência, pois ‘Deus fere, mas ele mesmo faz o curativo; ele machuca, mas as suas mãos curam.’ Por outro lado, não adianta querermos ser bonzinhos por nós mesmos, pois ‘tudo de bom que recebemos e tudo o que é perfeito vêm do céu, vêm de Deus.’ 

Diante dessa conclusão, posso ver o ano de 2011 com grande esperança pois eu sei que, nas tragédias que me aconteceram no ano 2010, Deus estava trabalhando e tratando comigo e com a minha família. ‘Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem ele chamou de acordo com o seu plano.’ (Romanos 8:28) 

Agora, estou convencido de que Deus usa todas as circunstâncias para nos abençoar. Isso não significa que nós nunca vamos sofrer ou que sempre vamos ‘sair por cima’. Pelo contrário, significa que ele irá usar as circunstâncias ruins para nos aproximar dEle e de nós mesmos. Esse é o maior dom que temos para 2011.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Tempos e Estações

E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder. (Atos dos Apóstolos 1:7) 

Você nunca aprenderá isto em uma aula de história, mas o grande Deus rege tudo o que acontece neste planeta. Nas próprias palavras de Jesus, o Pai estabeleceu tempos e estações, pelo seu próprio poder. 

Foi através desse poder que o Senhor escolheu Abraão e o tirou de Ur dos Caldeus (Gn 12), dando início à nação israelita. O mesmo Deus decidiu mudar a sorte de seu povo, o livrando da escravidão (Ex 2.23-25). Também determinou o tempo oportuno para o nascimento de Jesus Cristo (Gl 4.4). 

O tempo pertence ao Senhor! O tempo de sua vida também está nas mãos dEle. Não se desespere quando o relógio parecer correr contra você! O seu Deus manda no tempo e está acima dele. E, na ocasião oportuna, lhe alcançará com a graça que você tanto precisa! 

Contribuição de Sérgio Fernandes, Pr

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Vamos inverter o acontecimento da Torre de Babel!

Que Deus, que é quem dá paciência e coragem, ajude vocês a viverem bem uns com os outros, seguindo o exemplo de Cristo Jesus! E isso para que vocês, todos juntos, como se fossem uma só pessoa, louvem ao Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo. (Romanos 15:5-6)

Todos conhecem a história da Torre de Babel. (Gênesis 11) O conclusão que tenho a respeito desse episódio é que a unidade de um povo é uma coisa boa, mas não é infalível, quando estabelecida fora dos padrões divinos. Babel foi parcialmente construída diante da reprovação de Deus, que imediatamente decidiu punir o orgulho e a desobediência do povo. O projeto parecia ser esplêndido, mas durou pouco tempo. Essa capacidade que o homem tem de construir relações de trabalho, mesmo em um mundo decaído, é chamada de graça comum. No entanto, as tentativas de se implantar projetos idealizados meramente por mentes humanas podem não terem sucesso.

Babel falhou quando o povo “esqueceu seu lugar” e procurou o sucesso, a reputação, e uma boa vida longe dos ideais de Deus. A unidade daquele povo foi fundamentada em algo contrário ao mandamento de Deus. A ordem original de Deus era para eles se espalharem e encher a terra, e não se ajuntarem em um lugar e construir uma cidade única para toda a humanidade. O propósito daquele povo não estava baseado em uma unidade real, mas apenas num humanismo secular, embora a maioria pensassem a mesma coisa. O resultado foi que Deus confundiu a língua, e as pessoas foram impelidas a se espalharem pelo mundo.

Da mesma forma que Deus pode espalhar, Ele também tem o poder de unir as pessoas para seus propósitos. Por exemplo, o milagre do Evangelho é levar o homem de volta a Deus e, por conseqüência, de volta uns aos outros. Essa é a união real. Assim como a confusão das línguas dividiu e espalhou os filhos dos homens, o dom de línguas, conferido aos apóstolos no Pentecostes (Atos 2), contribuiu grandemente para o ajuntamento dos filhos de Deus e a união deles em Cristo.

O Evangelho nos traz de volta ao lugar certo. O Evangelho nos une e, à medida que seguimos as orientações da Palavra de Deus, seguimos unidos rumo a Cristo. Essa unidade não é iniciativa nossa, mas de Cristo. O que precisamos fazer é mantê-la! Se assim agirmos, uma coisa tremenda acontece: O episódio de Babel se inverte!

O episódio de Babel aconteceu quando o povo, que tinha muito em comum, formou uma unidade superficial e acabaram reprovados por Deus. O episódio de Pentecostes, com seu apelo universal ao arrependimento em Cristo, produziu uma união permanente entre pessoas que tinham pouco em comum. Esse é o segredo da unidade.

Reflita um pouco: O que mantém as nossas relações uns com os outros? Estamos construindo a nossa unidade baseada no humanismo? Isso só funciona por pouco tempo! Mas quando nosso foco está em viver para glória de Deus, construímos uma unidade mais profunda. Só essa unidade real é suficiente para nos manter juntos diante de tantas divergências neste mundo.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Vão é o Socorro Humano

Dá-nos auxílio na angústia, porque vão é o socorro do homem. (Salmos 60:11)

Em meio a tantas pressões e batalhas dos inimigos ao redor, a conclusão final de Davi é: "Dá-nos auxílio na angústia, porque vão é o socorro do homem" (Salmo 60:11).

Só de ler a relação dos inimigos que lutaram contra o rei Davi, só isso já nos deixa cansados. Além do mais, quando conhecemos os detalhes dos muitos embates que enfrentaram o escolhido do Senhor, temos a tendência de olhar para o dia a dia de nossa vida cristã e perguntar: Será que, conosco, as coisas deveriam ser diferentes, mais tranquilas?

A resposta nós encontramos, quando examinamos a vida diária dos muitos "heróis da fé", na narração da Bíblia. Para nossa surpresa, descobrimos que nenhum deles teve vida fácil. Para manter um nível de saúde espiritual, todos os seguidores do Senhor sofreram as pressões do mundo. Entretanto, em todos os casos, descobrimos a fidelidade do Senhor, garantindo ajuda, consolo e vitória. 

Paralelamente, todas as vezes que servos de Deus buscaram ajuda humana, em meio às tribulações, ficaram desapontados. É importante descobrir que o socorro dado pelos homens é vão. Mesmo os mais bem intencionados sofrem do mesmo mal: eles são frágeis também. Na angústia, o auxílio que resolve é o do Senhor.

Contribuição de Olavo Feijó, Pr

domingo, 9 de janeiro de 2011

O problema da percepção errada!

Mas o Senhor disse: — Não se impressione com a aparência nem com a altura deste homem. Eu o rejeitei porque não julgo como as pessoas julgam. Elas olham para a aparência, mas eu vejo o coração. (1 Samuel 16: 7)

Tem hora que leio nos jornais sobre a vida da cantora Amy Whinehouse e fico pensando: Por que será que algumas pessoas ricas e famosas parecem ser tão infelizes? Elas parecem não terem desculpas para isso!

É mesmo da natureza humana olhar para a vida dos outros e concluir que de alguma forma eles são melhores ou piores do que nós. Muitas vezes eu me peguei comparando a minha felicidade com a dos outros. Quando achava alguém mais feliz do que eu, isso só servia para criar um descontentamento em mim mesmo. E aí eu acabava questionando: Deus, por que o Senhor está abençoando fulano e não me abençoa também?

A comparação entre pessoas é uma farsa. Seja ela rica ou pobre. Quando a comparação e com uma pessoa mais rica, mais famosa e mais bonita, essa comparação cria um ciclo de vergonha ou de inveja porque tentamos medir-nos pelos parâmetros fabricados pelo mundo. E isso acaba nos isolando das pessoas e criando um ambiente privado onde só vemos os nossos fracassos e falhas. E aí, deixamos de amar a nós mesmos, e pior, pensamos que Deus também não nos ama.

Não somente Deus nos ama da maneira que somos, como Ele está pronto para transformar as nossas fraquezas em coisa boa. Quando pararmos de comparar e colocarmos a energia gasta com isso para construir um relacionamento íntimo conosco, com Deus e com as pessoas, nós vamos ver as portas se abrirem para uma vida de vitória que Ele planejou para nós.

No presente século, muitas pessoas se declaram solitárias. O motivo é que elas não querem compartilhar suas imperfeições por medo ou vergonha de serem taxadas fora dos padrões.


Portanto, separe um tempinho para reforçar o relacionamento com um amigo íntimo ou com um membro da família de confiança, deixando-o perceber exatamente como você é e quais as suas imperfeições. Esteja certo que isso abrirá as portas para que ele também faça o mesmo e com isso ambos sejam edificados na fé.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Faça uma limpeza interior!

Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana. (Gálatas 5:16)

Freqüentemente, é bom fazer uma limpeza e se livrar de coisas que não são necessárias, são apenas ‘lixo’ em nossa casa ou escritório. O mesmo deve acontecer com nossos corações e mentes. O Novo Testamento está cheio de lembranças de como devemos lidar com o que está nos ocupando indevidamente:

Romanos 12:2 diz: “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.”

O que significa isso? Isso significa fazer um inventário do que está consumindo os seus pensamentos e do que está orientando suas decisões. É render-se ao Espírito Santo e saber discernir quando Ele está tentando convencê-lo, orientá-lo ou mudá-lo.

I Pedro 1:14-15 diz: “Sejam obedientes a Deus e não deixem que a vida de vocês seja dominada por aqueles desejos que vocês tinham quando ainda eram ignorantes. Pelo contrário, sejam santos em tudo o que fizerem, assim como Deus, que os chamou, é santo.”

Você ainda está vivendo na ignorância? Se sim, como você pode mudar? Que tal separar um tempo específico de cada dia para buscar orientações nas Escrituras Sagradas? Faça uma pausa e ouça o que Deus está tentando lhe dizer e ensinar! É a melhor maneira de começar uma mudança de vida.

Mateus 18:8-9 diz: “Se uma das suas mãos ou um dos seus pés faz com que você peque, corte-o e jogue fora! Pois é melhor você entrar na vida eterna sem uma das mãos ou sem um dos pés do que ter as duas mãos e os dois pés e ser jogado no fogo eterno. Se um dos seus olhos faz com que você peque, arranque-o e jogue fora! Pois é melhor você entrar na vida eterna com um olho só do que ter os dois e ser jogado no fogo do inferno.”

Este versículo não está defendendo a auto-mutilação, mas está nos instruindo a ser brutalmente honesto sobre o que precisa ser removido da nossa vida, de forma a não dificultar a nossa caminhada cristã. Existe alguma medida drástica que você precisa tomar com respeito a você, a pessoas, a lugares ou a coisas que não devem fazer parte da sua vida?

Limpeza, triagem e organização são excelentes, e não são apenas para as coisas tangíveis, mas para as intangíveis também. Seja qual for o obstáculo, o que está pesando, o que está levando a sua mente e a sua devoção para longe de Cristo, isso precisa ser deixado de lado, já!

Liberte-se e faça uma limpeza interior, de modo que você possa adorar o Senhor teu Deus de todo o coração e estar disponível para viver com Ele a vida vitoriosa que ele planejou para você!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

É muito melhor morrer por algo do que viver por nada!

Seja o que for que esta vida e este mundo tenham a oferecer, só dura um pouco de tempo! Mas a Salvação, as almas, os filhos e o serviço para o Senhor são para sempre, são coisas eternas! “O mundo passa e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre! Porque as coisas que se vêem são temporais,” – só por um tempinho – “e as que se não vêem são eternas!” (1João 2:17; 2Cor.4:18)

Moisés, o grande líder da nação de Israel, tinha em vista a recompensa eterna. Ele olhou para além do presente e das suas provações, porque viu Jesus e tinha os olhos na Eternidade e nas suas grandes recompensas. “Tenho por maiores as riquezas de Cristo do que os tesouros de todo o Egito!” (Heb.11:26) – A maior nação da Terra e a mais poderosa e rica naquela época, da qual ele poderia ter sido o Faraó. Ele considerou as riquezas de Cristo muito maiores do que todas as riquezas deste mundo juntas!

E se pagarmos o mesmo preço e fizermos os mesmos sacrifícios, nós também poderemos contar com recompensas eternas e glória eterna! Se dermos tudo o que temos vamos receber muito mais. Que preço tão pequeno a pagar por tudo que vamos receber em troca no porvir! Como é bom servir ao Deus Eterno!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Viva feliz! Viva com propósito bem definido!

Mas, se eu continuar vivendo, poderei ainda fazer algum trabalho útil... (Filipenses 1:22) 

Nós não devemos viver sem objetivos pessoais definidos. Giacomo Leopardi dizia assim: “Quem não tem um objetivo quase nunca sente prazer nas suas ações.” Eu tenho certeza que boa parte do vazio que as pessoas sentem hoje em dia é motivada pela ausência de alvos e objetivos. Você já refletiu um pouco sobre isso? 

Nós temos a necessidade de estimularmos a nós mesmos com propósitos muito firmes. Eles devem ser estabelecidos em comunhão com Deus! O apóstolo Paulo considerava o estar vivo como uma oportunidade a mais para frutificar e aperfeiçoar seu trabalho. Paulo era um Apóstolo e o objetivo que ele havia estabelecido para sua vida era ajudar os filipenses - e outros mais, inclusive nós - a crescerem na fé. O mais sublime alvo que podemos estabelecer para a nossa vida é levar as pessoas a conhecerem o plano de Deus para a salvação do homem! 

Que tal pararmos um pouco para planejar os alvos para 2011? Sejam eles espirituais ou pessoais, nós precisamos ter os olhos fixos onde queremos chegar! Precisamos nos esforçar, orar mais, dedicar mais tempo para os estudos e, principalmente, para os nossos devocionais com Deus. Que possamos aproveitar melhor o tempo e desenvolvermos uma vida com metas junto com o Pai Celestial. Uma vida planejada rende bons frutos mas, tenha certeza, o projeto que Deus estabeleceu para nós requer muita dedicação e uma certa renúncia aos prazeres carnais. 

Pensamos nisso e oremos! Vamos para a Palavra de Deus! É nela que o Pai quer nos mostrar o caminho! 

Vivamos felizes! Vivamos com propósitos bem definidos! Deus nos abençoe nesse novo ano!

sábado, 1 de janeiro de 2011

Novo governo toma posse. E Agora?

Agora que inicia-se o novo governo, muitas pessoas devem estar perguntando: E agora? O que vai ser de nós? A resposta é: Não sabemos o que nos aguarda no futuro, mas sabemos Quem guarda o futuro. Portanto, devemos nos apegar a Ele.

"Cheguei-me ao homem no portão do futuro, e pedi-lhe: 'Dá-me uma luz para eu ver o meu caminho.' Mas ele respondeu: 'Dá a tua mão a Deus, e Ele será para ti mais do que uma luz e melhor do que um caminho conhecido!'"

As coisas que precisamos saber Ele nos diz, e às vezes as coisas que queremos saber Ele nos diz, mas a maior parte das vezes Ele cobre o futuro com um véu de modo que apenas Ele o conhece. E isso é uma coisa que realmente ajuda a nos manter perto do Senhor!

Ele prometeu que nunca nos deixaria nem nos desampararia, pois "Eis que", diz Ele, "Eu estou convosco todos os dias até à consumação dos séculos!" (Mat. 28:20) E Ele nos deu a tocha da Sua Palavra para nos mostrar para onde o caminho nos leva. Podemos sempre iluminar o caminho à nossa frente com a Luz da Palavra de Deus, pois as Escrituras dizem: "Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra, e Luz para o meu caminho." (Sal. 119:105)

Lembrem do corinho: "Muitas coisas sobre o futuro não entendo muito bem, mas Quem cuida do futuro, tem a minha mão também!" "Se com uma voz mansa e delicada, Ele me chama por caminho desconhecido, eu respondo com a minha mão na Sua: "Para onde Tu fores irei Contigo!"

Portanto, não nos preocupemos com o novo governo, porque Deus está no controle de tudo! Agarre-se a Ele!