terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Surpresa!

Eu estarei com você como estive com Moisés. Nunca o abandonarei. (Josué 1:5b) 

Uma amiga contou-me que nas férias estava viajando tranquilamente pela estrada, ouvindo o seu CD preferido, no conforto do seu veículo possante. De repente, ela ouviu um barulho muito forte e percebeu que o pneu dianteiro direito havia batido em um buraco que apareceu do nada. O carro se sacudiu e ela reduziu a velocidade para encostar o veículo, já pensando em algo ruim. 

“Oh meu Deus, não me deixe ter o desconforto de um pneu furado!” Quando o carro finalmente parou, ela esperou um pouco até criar coragem de sair na chuva e olhar. Felizmente, o pneu ainda estava intacto. Ela ficou observado alguns minutos para perceber que o pneu não estava esvaziando. Então, ela deu um suspiro de alívio e continuou sua viagem, agora mais cautelosa e atenta.

A vida é assim! Você está indo bem, e, de repente, uma surpresa! Algumas desagradáveis! Algo vira o seu mundo de cabeça para baixo. Um ente querido recebe um diagnóstico de câncer. Você perde seu emprego. Seu melhor amigo se muda para o outro lado do país. Você está indo muito bem e então bate em um buraco e perde o controle do veículo. Ninguém se sente bem com isso. 

Havia uma estrada de cascalho que levava a uma fazenda. Durante o período das chuvas, a enxurrada moldou um buraco enorme no meio dela. Antes que alguém tomasse a iniciativa de cobrí-lo, uma fêmea de pássaro-preto fez alí seu ninho e colocou os seus ovos. Ela chocou e nasceram filhotinhos. E lá ficou até que eles voassem. As pessoas alertaram os viajantes para evitarem o buraco. Assim, todos dirigiram lentamente para ver os passarinhos crescerem em um lugar onde ninguém esperaria. Quantas vezes olhamos para os buracos em nossas estradas da vida e os amaldiçoamos? No entanto, a partir de um local escuro, feio, pássaros cantam e levantam vôo. 

Deus não prometeu uma caminhada fácil, mas fez a promessa de nunca nos deixar. Sua presença, Seu amor e Sua paz são as únicas substâncias que podem preencher os buracos que encontramos pela frente. Ele suaviza os mais áspero com a Sua força e o Seu conforto. Acima de tudo, Ele nos concede graça suficiente para estarmos prontos a enfrentar qualquer surpresa. 

Se não fosse aquele buraco na estrada da fazenda, os que por ele passaram nunca teriam sido capazes de testemunhar um pequeno milagre acontecendo ali. Se não fosse o buraco na viagem da minha amiga, ela provavelmente não teria se tornado mais cautelosa e atenta com a estrada, e poderia ter tido uma surpresa ainda pior na próxima curva. 

São nesses momentos, de buracos, de solavancos, de surpresas desagradáveis, é que o nosso coração entende o que a Palavra quer dizer com “...cheguem perto de Deus, e ele chegará perto de vocês.” (Tiago 4:8a) Somente Deus pode preencher os buracos que surgem repentinamente em nossa vida. E Ele os enche com Ele mesmo. Ele é a própria substância, o próprio conteúdo. 

Que nunca percamos as bênçãos escondidas – as surpresas agradáveis – ao longo de uma estrada esburacada. Quando você bater em um buraco – seja de uma crise conjugal, financeira, ou de saúde – peça a Deus força para lembrá-lo da Sua presença. Busque um relacionamento mais próximo com Ele e lembre que Ele é o seu refúgio e a sua força, socorro que não falta em tempos de aflição. (Salmos 46:1)