sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Feliz 2012!

Prezado(a) leitor(a):

Fim de ano é tempo de fazer um balanço: refletir sobre as conquistas e estabelecer novas metas. O ano 2011 foi marcado pelo forte crescimento do número de leitores de "Devocionais". O nosso blog alcançou a marca de 61.000 acessos.

As 144 mensagens de encorajamento e motivação escritas durante o ano foram enviadas por e-mail para mais de 51.000 amigos que compõem as nossas redes sociais no (Google+, Facebook, Twitter, LinkedIn e Orkut).

Recebemos de diversos lugares do mundo mais de 520 comentários com incentivos, agradecimentos e depoimentos sobre propósitos de mudanças para uma vida cristã mais eficaz. Fomos também grandemente abençoados ao receber cada um desses comentários! Esses são os objetivos desse trabalho.

Você é parte integrante de uma missão que visa motivar e encorajar pessoas a enfrentarem os desafios diários da vida, tendo como suporte a Palavra de Deus.

Parabéns e muito obrigado pelo seu apoio e carinho! Os nossos votos são de felicidade para você e para toda a sua família. Que neste novo ano, possamos sentir ainda mais a alegria de grandes realizações, mantendo firme o propósito de servir a Jesus Cristo em um ritmo de caminhada cristã divinamente recheada com maravilhosos sonhos.


Repetindo a mesma mensagem escrita há um ano, quero te dizer que para sonhar um ano realmente novo, temos que primeiro merecê-lo, temos que fazê-lo novo em nós. Não é fácil, mas devemos tentar. Só depende de nós! 

Quando 2011 começou, ele era todo nosso. Foi colocado em nossas mãos. Podíamos fazer dele o que quiséssemos. Era como um livro em branco, e nele podíamos ter um poema, um pesadelo, uma blasfêmia, uma oração. Podíamos. Hoje não podemos mais, já não é nosso. É um livro já escrito, concluído. Mas ele nos será lido um dia, com todos os detalhes, e não poderemos corrigi-lo. Estará fora de nosso alcance. (Apocalipse 20:12) 

Portanto, agora que começa um novo ano, reflitamos, tomemos nosso velho livro e o folheemos com cuidado. Deixemos passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência. Façamos o exercício de lê-las a nós mesmos. Leiamos tudo. Apreciemos aquelas páginas de nossa vida em que usamos nosso melhor estilo. Leiamos também as páginas que gostaríamos de nunca tê-las escritas. Não, não tentemos arrancá-las. Seria inútil, já estão escritas. Mas podemos relembrá-las enquanto começamos a escrever o novo livro que nos está sendo entregue. 

Assim, poderemos repetir as boas coisas que escrevemos, e evitar as ruins. Para escrever o nosso novo livro, contaremos novamente com o instrumento do livre arbítrio. E o teremos, para preencher toda a imensa superfície do nosso mundo. Se tivermos vontade de beijar o velho livro, beijemos. Se tivermos vontade de chorar sobre ele, choremos. Mas não tentemos segurá-lo, pois deverá ser devolvido ao Criador. Não importa como esteja. Ainda que tenha páginas escuras, entreguemos e digamos apenas duas palavras a Ele: Obrigado e Perdão! 

Agora, "que as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo", é hora de recomeçarmos. Nos será entregue outro livro, novo, limpo, branco, todo nosso, no qual iremos escrever o que desejarmos. Por isso, aproveitemos bem todas as oportunidades para realmente fazer do nosso novo livro um que realmente seja novo.

Feliz 2012!