terça-feira, 18 de outubro de 2011

Sobrenatural

Sem fé ninguém pode agradar a Deus, porque quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor. (Hebreus 11:6) 

No Dia das Crianças é muito comum aparecerem entretenimentos comandados por mágicos. Muitos pais ingenuamente dão de presentes aos seus filhos vídeo games que têm como pano de fundo cenas sobrenaturais de magia negra. Essas são algumas estratégias de Satanás para ludibriarem as crianças na tentativa de afastarem-nas de Deus. Na maioria das vezes consegue.

Sobrenatural é um fenômeno qualquer que não tenha uma causa natural. Embora o conceito seja muito antigo e tenham ocorrido inúmeros relatos de fenômenos sobrenaturais ao longo da história, até hoje jamais foi cientificamente demonstrada qualquer ocorrência. Os cientistas sempre têm tentado encontrar explicações naturalistas para os casos. 

Em geral o sobrenatural pressupõe a existência de algum tipo de realidade além da física, como o mundo espiritual ou uma dimensão mental não detectável pela matéria. Seria então nesta instância superior que estaria a causa do fenômeno sobrenatural, que não poderia ser detectada por meios físicos, visto estar "acima" da natureza. 

Esse é um assunto interessante, por isso chama a atenção das crianças. Muitas pessoas desejam ter uma experiência sobrenatural. Existe uma série de TV denominada "Sobrenatural" produzida pelo canal The Warner Bross que narra a história de dois irmãos que caçam demônios e outras criaturas sobrenaturais. Criada por Eric Kripke, a série estreou em 13 de setembro de 2005 e está na sua sexta temporada, fazendo sucesso até hoje com mais de 5,6 milhões de telespectadores. Isso supõe que o homem almeja e sente falta de uma experiência sobrenatural. 

O sobrenatural existe, inclusive o de Deus. O cristão experimenta o sobrenatural com Cristo em cada momento da sua vida, porque ele é, pela fé, a própria habitação do Espírito Santo. Todos podem ter essa maravilhosa e gratificante experiência divina sem depender de criativas imaginações humanas representadas em telas cinematográficas. 

Nos tempos bíblicos esse tipo de experiência era comum. Hoje, quase não se vê relatos sobrenaturais divinos, porque a geração atual é predominantemente naturalista. O naturalismo é comparado a cracas – animais crustáceos que vivem incrustados nos cascos de navios, prejudicando a sua navegação pelas águas. Essas cracas impedem o homem de progredir e desempenhar a fé. 

Após a Sua ressurreição, Jesus apareceu para dois discípulos que não O reconheceram por um bom tempo. No final do dia, quando os olhos deles foram abertos, perceberam que era Jesus, mas Ele logo desapareceu (Lucas 24:31). Na verdade, Cristo ainda estava ali, mas eles não podiam mais vê-Lo por falta de fé. 

O profeta Eliseu estava cercado pelo exército inimigo e o seu servo estava com medo. "Eliseu disse: — Não tenha medo, pois aqueles que estão conosco são mais numerosos do que os que estão com eles. Então orou assim: — Ó Senhor Deus, abre os olhos do meu empregado e deixa que ele veja! Deus respondeu à oração dele. Aí o empregado de Eliseu olhou para cima e viu que ao redor de Eliseu o morro estava coberto de cavalos e carros de fogo" (2 Reis 6:16-17). 

As cracas do naturalismo têm abafado as experiências sobrenaturais divinas. Mas Satanás não deixa de astutamente engendrar as dele.

Infelizmente, a nossa sociedade caminha para uma espécie de "Admirável Mundo Novo", futuro hipotético narrado por Aldous Huxley em seu livro, onde as pessoas são pré-condicionadas biologicamente e condicionadas psicologicamente a viverem em harmonia com as leis e regras sociais, dentro de uma sociedade organizada por castas. A sociedade desse "futuro" criado por Huxley não possui a ética religiosa e valores morais que regem a sociedade atual. Qualquer dúvida e insegurança dos cidadãos é dissipada com o consumo da droga sem efeitos colaterais aparentes chamada "soma". As crianças são educadas a acreditarem na inexistência de Deus. O conceito de família também não existe. 

No mundo real, os naturalistas estão determinados a se livrarem do sobrenatural, mas o cristão tem a vocação e o dever de viver as duas partes do Universo, visível e invisível, compreendendo que a vida eterna existe e não está longe. A realidade sobrenatural não é uma opção para o cristão, mas a motivação da sua busca pela verdadeira espiritualidade. O cristão deve ter em mente que existe um mundo maravilhoso invisível à sua espera no futuro, porque se a nossa esperança em Cristo só valesse para esta vida, nós seríamos as pessoas mais infelizes deste mundo. (1 Coríntios 15:19) 

Reflita um pouco: Existem cracas de naturalismo incrustadas no casco do seu navio impedindo o seu bom desempenho na fé? Peça a Deus para abrir os seus olhos espirituais de forma que sua fé seja renovada à medida que você vai aprofundando os seus estudos nas Escrituras Sagradas.