sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O Mundo da Águia

Se vocês fossem do mundo, o mundo os amaria por vocês serem dele. Mas eu os escolhi entre as pessoas do mundo, e vocês não são mais dele. Por isso o mundo odeia vocês. (João 15:19)

Um camponês criou um filhote de águia junto com as suas galinhas. Tratava-o da mesma forma que as galinhas, de modo que ele pensasse que também era uma galinha. Dava-lhe a mesma comida jogada no chão, a mesma água num bebedouro rente ao solo, fazendo-o ciscar para complementar sua alimentação, como se fosse uma galinha. O filhote cresceu, virou uma águia, mas se portava como se galinha fosse.

Certo dia passou por sua casa um naturalista, que vendo a águia ciscando no chão, foi falar com o camponês: Isto não é uma galinha, é uma águia! O camponês retrucou: Agora ela não é mais uma águia, mas uma galinha! O naturalista disse: Não, uma águia será sempre uma águia. Vamos ver uma coisa... Levou-a para cima da casa do camponês e elevou-a nos braços dizendo: Voa, você é uma águia, assuma a sua natureza! Mas a águia não voou, o camponês disse: Eu não falei que ela agora era uma galinha?! O naturalista disse: Amanhã faremos um novo teste. Veremos...

No dia seguinte, logo de manhã, subiram até o alto de uma montanha. O naturalista levantou a águia e disse: Águia veja este horizonte, veja o sol lá em cima e os campos verdes lá em baixo. Veja! Todas estas nuvens podem ser suas. Desperte para sua natureza, e voe como a águia que és... A águia começou a olhar tudo aquilo, foi ficando maravilhada com a beleza das coisas antes nunca vista.

Ainda confusa e sem entender o porquê ficou tanto tempo alienada, ela sentiu seu sangue de águia correr nas veias, perfilou suas asas devagar e partiu num voo lindo, até desaparecer no horizonte azul.

Vamos agora pensar nessa velha fábula pela ótica da vida cristã. O apóstolo Paulo disse: Sabemos que a lei é divina; mas eu sou humano e fraco e fui vendido ao pecado para ser seu escravo. Eu não entendo o que faço, pois não faço o que gostaria de fazer. Pelo contrário, faço justamente aquilo que odeio. (Romanos 7:14-15).

Deus criou a humanidade para estar em constante relacionamento com ele, mas por causa do pecado original, o mundo foi totalmente corrompido. E é nesse mundo que eu e você nascemos e vivemos.

Mas este não é o nosso mundo. Dá para sentir que não, porque não encontramos prazer na corrupção, na violência, na desonestidade, na infidelidade, etc. Quando tentamos ser honestos, muitas vezes somos prejudicados. Já percebeu que as más notícias de jornais nos trazem grande indignação?

É lamentável dizer que o homem que escolheu este mundo para investir o seu tempo e o seu talento, infelizmente escolheu um péssimo negócio! Escolheu a visão de galinha.

Algumas pessoas até tentam encontrar satisfação no trabalho, na fama e na fortuna, procurando preencher um vazio que está dentro de cada um. Mas essa satisfação não flui naturalmente, é passageira, porque sempre fica a sensação de que está faltando algo.

O que está faltando no coração do homem é o reconhecimento de que ele não nasceu para este mundo, mas para o reino celestial cheio de esplendor e glória. O homem precisa saber que é uma águia, embora tenha sido criado como galinhas e que o Maligno quer que ele continue se achando uma galinha.

Assim como na nossa estória a águia aceitou a recomendação do naturalista, o homem precisa aceitar a recomendação de Jesus Cristo que sempre diz na sua Palavra que o Seu reino não é deste mundo, mas um reino muito superior do qual nós fazemos parte. Esta falta de saciedade que existe no coração do homem é algo que só pode ser satisfeito pela presença de Jesus Cristo. Só Ele pode preencher o vazio da alma.

Como cristãos, sabemos que Cristo tem um plano de vida para nós. E Seu plano é muito sublime e muito superior a tudo que este mundo pode nos oferecer. Portanto, ficamos atentos: “Se nós estivermos sentindo um desejo que nada neste mundo pode satisfazer, a explicação mais provável para isso é que nós fomos feitos para outro mundo” (C. S. Lewis)

Você está conformado com este mundo? Você se sente bem aqui? Se não, é sinal de que você pertence a outro mundo. Um mundo bem melhor onde todos os seus desejos espirituais podem ser saciados. Na Bíblia está o caminho para se alcançar esse mundo. Leia a Bíblia!