sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Vencedor? Ou Não!

Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. (Romanos 8:36-37) 

No conflito que teve com Deus em Gênesis 32, Jacó sentiu a necessidade da bênção divina. Ele lutou muito para alcançá-la e no final saiu golpeado e manco. Jacó era um trapaceiro e andava fora do propósito divino. Após ter lutado com Deus, ele resolveu mudar de vida e deixar de lado o seu mau caráter. Por isso, Deus disse que ele foi vencedor e então mudou o seu nome para Israel. 

Existem dois tipos de vencedores: O vencedor sob o ponto de vista de Deus e o vencedor sob a ótica do mundo. Pelo padrão do mundo, Jacó não foi vencedor. Ele saiu da presença de Deus manco e cheio de dor! Como pode ser considerado vencedor dessa maneira? 

Se apregoam por ai um discurso triunfalista e materialista querendo mostrar que, se a pessoa é abençoada por Deus, então ela está bem financeiramente; ela está sempre de bem com a vida; ela não sente dores e nem passa por sofrimentos. Por isso ela é vencedora. Esse discurso é o mesmo que tenta convencer as pessoas de que o céu começa aqui, e que por isso é imperioso buscar a felicidade a todo custo. O erro, é que esse discurso não deixa claro que, sob o ponto de vista de Deus, o vencedor é aquele que vence as batalhas espirituais contra a carne. 

A Bíblia não dá nenhum suporte para a definição de vencedor apregoada hoje em dia. Pelo contrário, os vencedores que a Bíblia cita em Hebreus 11 são pessoas comuns, usadas por Deus, mas que passaram tremendas angústias, ou tiveram até mesmo mortes violentas. O profeta Isaías teve seu corpo serrado ao meio; Tiago morreu no fio da espada; Paulo foi decapitado; Pedro, segundo nos conta a tradição, crucificado de cabeça para baixo. Isso sem falar de Jesus que, por desafiar todo o sistema religioso putrefato de seu tempo, foi pendurado na cruz e morreu como um bandido. 

Esse sistema putrefato dos nossos dias também precisa ser confrontado. O problema é que existem poucas pessoas dispostas a confrontá-lo. Jesus disse que no mundo teremos sofrimento; mas que tenhamos coragem, porque Ele venceu o mundo. A Sua vitória sobre o mundo foi a realização de Seu propósito em Sua morte. O sofrimento que Jesus disse que passamos é aquele que advém do nosso esforço para seguir os Seus mandamentos em um mundo com padrões éticos e princípios morais corrompidos. 

É bem verdade que a Bíblia garante que somos mais que vencedores. Mas o contexto é totalmente espiritual e não tem nada a ver com a felicidade material que se apregoam por ai. Ser vitorioso para o mundo é ter muito dinheiro, é ter carro de luxo, é ter casa bonita, é ter vida sem problemas, etc. Mas para Deus, o vitorioso é aquele que vence os padrões mundanos, a corrupção, a desonestidade, a infidelidade, a falta de ética, etc. 

Todo filho de Deus é capaz de vencer o mundo. Assim, com a nossa fé conseguimos a vitória sobre o mundo. (1 João 5:3-4) 

Então, tenha cuidado quando ouvir ou ler aquelas palavras maravilhosas que massageiam o seu ego. Procure lembrar do sofrimento que Jesus Cristo teve para vencer o mundo, salvar a sua alma e impedir que ela fosse tragada por Satanás. Essa é a vitória que Cristo lhe deu. Tome posse dela. 

(Hoje completa um ano que meu irmão foi assassinado, vítima de latrocínio. "Graças a Deus que nos dá a vitória em Cristo. Ele restaurou a nossa comunhão com Deus, nosso Pai".)