quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Soldado Triunfal

Por isso peguem agora a armadura que Deus lhes dá. Assim, quando chegar o dia de enfrentarem as forças do mal, vocês poderão resistir aos ataques do inimigo e, depois de lutarem até o fim, vocês continuarão firmes, sem recuar. 

Portanto, estejam preparados. Usem a verdade como cinturão. Vistam-se com a couraça da justiça e calcem, como botas, a prontidão para anunciar a boa notícia de paz. E levem sempre a fé como escudo, para poderem se proteger de todos os dardos de fogo do Maligno. 

Recebam a salvação como capacete e a palavra de Deus como a espada que o Espírito Santo lhes dá. Façam tudo isso orando a Deus e pedindo a ajuda dele. Orem sempre, guiados pelo Espírito de Deus. Fiquem alertas. Não desanimem e orem sempre por todo o povo de Deus. 

E orem também por mim, a fim de que Deus me dê a mensagem certa para que, quando eu falar, fale com coragem e torne conhecido o segredo do evangelho. (Apóstolo Paulo) 

No dia 25 de agosto comemora-se o Dia do Soldado. Na carta de Paulo aos efésios existem seis peças chaves para um soldado ser triunfante numa batalha. Cinco são de caráter defensivo e uma de caráter ofensivo. 

O diretores de filmes épicos Ben Hur, Rei Arthur, Robin Hood, Tróia e outros do gênero costumam representar muito bem um soldado da época de Paulo. Os figurinos são compostos de cinturão, couraça, botas, escudo, capacete e espada. Essas peças são de metais e precisam ser polidas diariamente para não enferrujarem.

Você sabia que espiritualmente todos nós somos soldados e temos que estar bem equipados para sermos eficazes? Vou te dizer para que serve cada equipamento acima descrito. 

O ser humano vive sempre lutando. Acontece que essa luta está numa dimensão espiritual. Nós não estamos lutando contra outros seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão. 

E essa guerra acontece 24 horas por dia. Ela não pára. Nós estamos constantemente sob o fogo inimigo. Os nossos inimigos são: a imoralidade sexual, a impureza, as ações indecentes, a adoração de ídolos, as feitiçarias, as inimizades, as brigas, as ciumeiras, os acessos de raiva, a ambição egoísta, a desunião, as divisões, as invejas, as bebedeiras, as farras e outras coisas parecidas com essas. 

Ao final de cada batalha, os vestígios desses inimigos ficam impregnados na nossa armadura e, se não a polirmos diariamente, eles vão se oxidando e virando ferrugens. Se descuidarmos, as ferrugens acabam emperrando o bom funcionamento da armadura. 

Você sabia disso? Pois é! Estamos cheios de inimigos espirituais em nossa volta. É por isso que devemos estar sempre vestidos com a armadura que Deus preparou para nós, e bem limpa e polida. Com ela nós vencemos facilmente todos esses inimigos. 

Cada peça da armadura tem um significado. As de uso defensivo são cinco: o cinturão é a verdade que, em tudo, nos protege na vida espiritual. Devemos falar somente a verdade; a couraça é a justiça que não pode faltar. Sem ela o cristão será facilmente derrotado pelo inimigo; as botas são o Evangelho da paz que devemos deixar como rastro e sinal de que somos da paz. O cristão contencioso é uma contradição, uma anomalia; o escudo é a Palavra de Deus para nossa defesa. Cristo serviu-se desse escudo três vezes quando resistiu ao Diabo no deserto; o capacete da salvação é a certeza que o cristão tem de que ele é salvo, tem a vida eterna e vai morar no céu.

A espada é única arma de ataque. Ela é o Espírito Santo. O cristão cheio do Espírito Santo pode tudo. Ele é ousado para testemunhar e usar a Palavra de Deus para convencer e assegurar bênçãos às pessoas, derrubando por terra todos os enganos do maligno. 

Agora reflita! Você está sempre vestido da armadura de Deus? Assegure-se de que não esteja faltando nenhuma peça! Você já sabe o que cada uma delas significa, então, veja qual está precisando de uma limpeza e de uma boa polida contra a ferrugem. Seja um soldado triunfal ou triunfante!