quarta-feira, 6 de abril de 2011

A Síndrome do Irmão Mais Velho

Faz tantos anos que trabalho como um escravo para o senhor e nunca desobedeci a uma ordem sua. Mesmo assim o senhor nunca me deu nem ao menos um cabrito para eu fazer uma festa com os meus amigos. Porém esse seu filho desperdiçou tudo o que era do senhor, gastando dinheiro com prostitutas. E agora ele volta, e o senhor manda matar o bezerro gordo! Então o pai respondeu: ‘Meu filho, você está sempre comigo, e tudo o que é meu é seu.’ (Lucas 15: 29-31)

Recentemente, um jovem abriu seu coração para mim. Ele tem 30 anos, é solteiro, não namora e não teve ainda a sua primeira experiência sexual. Ele me disse: ‘Eu gostaria muito de casar. Sei que essa escolha é séria, por isso, estou nesses anos todos esperando por uma princesa idônea, com a qual eu realmente possa ter um futuro feliz. Entretanto, quando vejo rapazes da minha idade viverem uma vida libertina, penso que deveria estar fazendo o mesmo! O que me dói é ver que todas essas pessoas comprometem a sua pureza, e mais rapidamente ‘casam e dão-se em casamento’, enquanto eu vivo uma vida de castidade, permanecendo-me solteiro. Isso não é justo!’

Alguma vez você já se sentiu assim? É natural sentir-se frustrado quando se dá mal fazendo boas escolhas, enquanto aqueles que fazem más escolhas parecem ganhar a vida de forma mais fácil.

Muitos conhecem a história do filho pródigo (Lucas 15). A maioria de nós, em algum momento, tem empatia com o irmão mais velho do filho pródigo. Afinal, ele é o filho que fez tudo certo. Mas sinceramente, o irmão mais velho não era muito diferente do mais jovem. Ambos acreditavam em uma falácia: ‘Se eu fizer as coisas do meu jeito, eu vou conseguir.’

As consequências das ações do filho pródigo são óbvias – a vida realmente se desfaz, quando vivida de forma imprudente e desregrada. Mas o que acontece exatamente quando abraçamos a atitude do irmão mais velho?

Podemos e devemos procurar ter uma vida de pureza, tomar decisões corretas e manter uma aparência de bem-estar, mas tudo isso começa a apodrecer dentro de nós, quando negligenciamos o amor do Pai. Eu vejo três perigos sutis para a alma daquele que sofre com a ‘Síndrome do Irmão Mais Velho’:

1. Perda de clareza espiritual – Quando nós assumimos a postura do irmão mais velho, a nossa visão espiritual é escurecida porque esquecemos o sacrifício de Cristo. O irmão mais velho também percorre um caminho ímpio porque ele não consegue ver as coisas da perspectiva de seu pai misericordioso. Ele não consegue ver que seu irmão pródigo sofreu – e muito – por causa das suas transgressões, mas arrependeu-se com profunda tristeza. Ele fica com inveja por causa da festa na chegada do seu irmão e interpreta o perdão do pai como um ato pessoal. O irmão mais velho, com o coração amargo e ingrato, só aumenta a dor de seu pai ao tentar justificar a sua raiva em função do aborrecimento que seu irmão mais novo havia infligido a seu pai.

2. Orgulho espiritual – Quando comparamos a nossa ‘bondade’ com as falhas dos outros, nós praticamos o orgulho espiritual. Esse tipo de orgulho é mortal para a alma. Ele nos faz perder a gratidão para com o nosso Deus, obscurece a nossa própria necessidade de misericórdia, e nos engana em pensar que Deus nos deve alguma coisa. Com esse orgulho nós anulamos o sacrifício de Cristo.

3. Mesquinhez – A miséria sai do filho pródigo e se instala no filho mais velho. O irmão mais velho tinha acesso ao amor do pai o tempo todo, mas a sua atitude ao ver a alegria do pai não revela um coração alegre. Mesquinhez, orgulho, inveja, atitudes preconceituosas e perfeccionismo impedem a felicidade em nossas vidas.

Então, o que podemos fazer para encontrar a paz quando sentimos que a vida é injusta? Bom, além de reconhecermos os sentimentos de tristeza, de frustração e até mesmo de confusão, devemos parar de olhar para os outros e começar a olhar para Cristo. Lembremos o que Deus falou a Caim: ‘Por que você está com raiva? Por que anda carrancudo?’

Existe alguma mágoa que você está guardando e que está lhe deixando com síndrome do irmão mais velho? Peça a Deus para removê-la do seu coração para que você possa reconhecer o amor do Pai Celeste.

10 comentários :

  1. Boa palavra, Élbem!
    Obrigado por compartilhar.
    Dia abençoado com todos os nossos queridos no Brasil,
    roberto & derlani

    ResponderExcluir
  2. Rosana Teixeira07 abril, 2011

    Parabéns! Linda a mensagem. Att. Rosana

    ResponderExcluir
  3. O que mim conforta é que sei em quem tenho crido e sei com quem vou passar a eternidade. COM JESUS CRISTO, pois sei que esperar parece ser eterno, mas não é. ETERNO É ESTA EM CRISTO JESUS PARA SEMPRE.

    PARABÉNS pela mensagem que nos conforta...

    ResponderExcluir
  4. Amei essa mensagem..falou muito ao meu coração!!!
    que Deus continue te abençoando!!!
    Adriana Paiva

    ResponderExcluir
  5. Com todo respeito, esse jovem de 30 anos é gay. Os sinais são evidentes. Deveria ter aberto os olhos do moço em relação a isso.

    ResponderExcluir
  6. Ao anônimo que postou o comentário anterior, quero dizer que esse jovem de 30 anos sou eu. Já que você não se identificou, eu também ficarei anônimo. Garanto a você que não sou gay. Eu apenas estou seguindo os mandamentos de Jesus Cristo, pois sou um cristão que espera o momento certo de receber a esposa que Ele tem preparado para mim. Enquanto isso, por temor a Deus, não vou praticar a fornicação (ato sexual que não é entre pessoas que assumiram publicamente o casamento; relações sexuais ilícitas, pecado da luxúria; pecado da carne) sabendo que a bíblia condena tal prática em Atos 15:29. Agora, eu tenho uma palavra de consolo dita por Jesus em Mateus 5:11-12: ‘Felizes são vocês quando os insultam, perseguem e dizem todo tipo de calúnia contra vocês por serem meus seguidores. Fiquem alegres e felizes, pois uma grande recompensa está guardada no céu para vocês. Porque foi assim mesmo que perseguiram os profetas que viveram antes de vocês’. Como você pode ver, esse ensinamento não é para qualquer um.

    ResponderExcluir
  7. Olavo Feijó16 abril, 2011

    Nessa vida diária confirma que, pelo fato de tentarmos obedecer a Cristo, o mundo nos cerca de tribulações. Foi Jesus mesmo quem nos alertou. Há situações, entretanto, que desafiam nossa paciência e nosso desejo de ser fieis ao Mestre. Há provações que nos parecem acima de nossa capacidade de resistência. E há tentações nas quais caímos e, mesmo ajudados pelo Senhor, que nos levam ao desânimo e à nossa vergonha. É duro ser cristão...

    O lado positivo de tudo isso é que o Senhor jamais nos tem abandonado. Ele insiste em dar forças. Ele teima em nos ajudar. E Ele revela, de muitas maneiras, que nós somos sempre compreendidos por Ele. Por causa da Sua inesgotável e divina misericórdia, as vitórias que Ele nos dá resultam em maior comunhão com Ele. Só vence aquele que luta. Somente chora aquele que tem coração. Somente recebe consolo aquele que se entrega ao Senhor. Um dia, lá na nova Terra, as lágrimas acabarão!

    ResponderExcluir
  8. Wladner Klimach09 maio, 2011

    Olá Elbem. Tudo bem? Li um dos seus textos do blog que me tocou muito pois refletiu muito o que estou passando. Foi o texto sobre o filho mais velho. Resumidamente, tive um relacionamento em que me frustei muito pois ela por um periodo se desviara na juventude e teve uma vida impura diferentemente de mim que nasci num lar cristão. Eu fiquei muito magoado com isso ao ponto de afetar nossa relação e abalar minha esperança de plantar santidade. Concluindo, hj tenho questionado minha atitude de ter tido uma vida separada e estou sofrendo por ter perdido a mulher que eu amo muito por não conseguir lidar e perdoar seu passado. Desculpe a intromição no seu facebook mas me identifiquei muito com o texto. Se tiver algum conselho sinta-se a vontade. Paz do Senhor!Grato.

    ResponderExcluir
  9. Olá Wladner, que bom que o Espírito Santo tem tocado o seu coração. Deus tem um futuro maravilhoso para você! Ele pode restaurar seu relacionamento com sua amada, se você crer e esperar nEle. Fique na Paz de Deus.

    ResponderExcluir
  10. Sérgio Fernandes13 junho, 2011

    A parábola do filho pródigo é uma das mais conhecidas da Bíblia Sagrada. Nela, podemos identificar o anseio amoroso de Deus em receber de volta em Seu Reino todos aqueles filhos que, iludidos com os cuidados dessa vida, deixaram sua cruz em algum lugar da jornada, mas que precisam voltar aos braços amorosos do Pai Celestial.

    Talvez você esteja distante do Pai Celestial. Não desperdice sua vida nas ilusões deste mundo! Aquilo que Deus preparou para você é melhor do que tudo o que você já imaginou.

    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir