quarta-feira, 6 de abril de 2011

A Síndrome do Irmão Mais Velho

Faz tantos anos que trabalho como um escravo para o senhor e nunca desobedeci a uma ordem sua. Mesmo assim o senhor nunca me deu nem ao menos um cabrito para eu fazer uma festa com os meus amigos. Porém esse seu filho desperdiçou tudo o que era do senhor, gastando dinheiro com prostitutas. E agora ele volta, e o senhor manda matar o bezerro gordo! Então o pai respondeu: ‘Meu filho, você está sempre comigo, e tudo o que é meu é seu.’ (Lucas 15: 29-31)

Recentemente, um jovem abriu seu coração para mim. Ele tem 30 anos, é solteiro, não namora e não teve ainda a sua primeira experiência sexual. Ele me disse: ‘Eu gostaria muito de casar. Sei que essa escolha é séria, por isso, estou nesses anos todos esperando por uma princesa idônea, com a qual eu realmente possa ter um futuro feliz. Entretanto, quando vejo rapazes da minha idade viverem uma vida libertina, penso que deveria estar fazendo o mesmo! O que me dói é ver que todas essas pessoas comprometem a sua pureza, e mais rapidamente ‘casam e dão-se em casamento’, enquanto eu vivo uma vida de castidade, permanecendo-me solteiro. Isso não é justo!’

Alguma vez você já se sentiu assim? É natural sentir-se frustrado quando se dá mal fazendo boas escolhas, enquanto aqueles que fazem más escolhas parecem ganhar a vida de forma mais fácil.

Muitos conhecem a história do filho pródigo (Lucas 15). A maioria de nós, em algum momento, tem empatia com o irmão mais velho do filho pródigo. Afinal, ele é o filho que fez tudo certo. Mas sinceramente, o irmão mais velho não era muito diferente do mais jovem. Ambos acreditavam em uma falácia: ‘Se eu fizer as coisas do meu jeito, eu vou conseguir.’

As consequências das ações do filho pródigo são óbvias – a vida realmente se desfaz, quando vivida de forma imprudente e desregrada. Mas o que acontece exatamente quando abraçamos a atitude do irmão mais velho?

Podemos e devemos procurar ter uma vida de pureza, tomar decisões corretas e manter uma aparência de bem-estar, mas tudo isso começa a apodrecer dentro de nós, quando negligenciamos o amor do Pai. Eu vejo três perigos sutis para a alma daquele que sofre com a ‘Síndrome do Irmão Mais Velho’:

1. Perda de clareza espiritual – Quando nós assumimos a postura do irmão mais velho, a nossa visão espiritual é escurecida porque esquecemos o sacrifício de Cristo. O irmão mais velho também percorre um caminho ímpio porque ele não consegue ver as coisas da perspectiva de seu pai misericordioso. Ele não consegue ver que seu irmão pródigo sofreu – e muito – por causa das suas transgressões, mas arrependeu-se com profunda tristeza. Ele fica com inveja por causa da festa na chegada do seu irmão e interpreta o perdão do pai como um ato pessoal. O irmão mais velho, com o coração amargo e ingrato, só aumenta a dor de seu pai ao tentar justificar a sua raiva em função do aborrecimento que seu irmão mais novo havia infligido a seu pai.

2. Orgulho espiritual – Quando comparamos a nossa ‘bondade’ com as falhas dos outros, nós praticamos o orgulho espiritual. Esse tipo de orgulho é mortal para a alma. Ele nos faz perder a gratidão para com o nosso Deus, obscurece a nossa própria necessidade de misericórdia, e nos engana em pensar que Deus nos deve alguma coisa. Com esse orgulho nós anulamos o sacrifício de Cristo.

3. Mesquinhez – A miséria sai do filho pródigo e se instala no filho mais velho. O irmão mais velho tinha acesso ao amor do pai o tempo todo, mas a sua atitude ao ver a alegria do pai não revela um coração alegre. Mesquinhez, orgulho, inveja, atitudes preconceituosas e perfeccionismo impedem a felicidade em nossas vidas.

Então, o que podemos fazer para encontrar a paz quando sentimos que a vida é injusta? Bom, além de reconhecermos os sentimentos de tristeza, de frustração e até mesmo de confusão, devemos parar de olhar para os outros e começar a olhar para Cristo. Lembremos o que Deus falou a Caim: ‘Por que você está com raiva? Por que anda carrancudo?’

Existe alguma mágoa que você está guardando e que está lhe deixando com síndrome do irmão mais velho? Peça a Deus para removê-la do seu coração para que você possa reconhecer o amor do Pai Celeste.