sexta-feira, 8 de abril de 2011

Filhos, Alegria dos Pais!

Não se enganem: ninguém zomba de Deus. O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá. Se plantar no terreno da sua natureza humana, desse terreno colherá a morte. Porém, se plantar no terreno do Espírito de Deus, desse terreno colherá a vida eterna. Não nos cansemos de fazer o bem. Pois, se não desanimarmos, chegará o tempo certo em que faremos a colheita. Portanto, sempre que pudermos, devemos fazer o bem a todos, especialmente aos que fazem parte da nossa família na fé. (Gálatas 6:7-10) 

Vemos com pesar o noticiário divulgar cenas de uma tragédia, o massacre na escola do Rio de Janeiro. Temos orado a Deus para que console os corações das famílias atingidas pelas consequências das atitudes diabolicamente planejadas por aquele jovem. Se estamos sofrendo hoje com a maneira como vivem os homens, é porque estamos colhendo os frutos amargos das sementeiras errôneas. 

No final de semana passado, escrevemos o devocional ‘Mãe, te amo, adeus!’ que fazia refletir sobre o que estamos fazendo para que pessoas não morram por causa da nossa desobediência, da nossa omissão, do nosso pecado, da nossa má semeadura. Hoje, colocamos à disposição um texto que nos faz novamente refletir sobre esse assunto, após uma semana triste para todos nós brasileiros. 

‘Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza. É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada. 

É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das maldades ampliadas no boca a boca. É possível detectá-las nas pessoas que não usam um tom superior de voz. Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros. É possível detectá-la em pessoas pontuais. 

Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está. 

É elegante não ficar espaçoso demais. É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro. É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais. É elegante retribuir carinho e solidariedade. Sobrenome, jóias, e nariz empinado não substituem a elegância do gesto. 

Não há nenhum outro livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante. Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, mas tentar imitá-la é improdutivo. Educação enferruja por falta de uso.’ 

Mas a Palavra de Deus tem muito a nos ensinar. Ela nos orienta a não nos cansar de fazer o bem, ‘pois, se não desanimarmos, chegará o tempo certo em que faremos a colheita’. Então, devemos ficar alertas quanto ao momento presente e plantar apenas sementes da sinceridade, da honestidade e do amor ao próximo, para colhermos amanhã os frutos doces da alegria e da felicidade. Cada um, individualmente, colhe aquilo que plantou. E da mesma maneira, a comunidade, a nação, colhe o que o seu conjunto de indivíduos semeou e tem semeado. 

Existe uma frase que qualquer pessoa sensata concorda com ela: ‘precisamos deixar um mundo melhor para os nossos filhos’, mas pela Palavra de Deus, a idéia é invertida: ‘precisamos deixar filhos melhores para o nosso mundo’. Por isso, a Bíblia recomenda: ‘ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele’. (Provérbios 22:6)

Só assim teremos filhos que nos trazem alegrias, não tristezas e tragédias para o mundo.

4 comentários :

  1. "BOA" é a mensagem, e "BOM" é ouvir a "PALAVRA"...

    ResponderExcluir
  2. Como sempre, esta leitura faz toda a diferença no meu dia!!
    Parabéns, adorei !!
    Graziella

    ResponderExcluir
  3. Maria Conceição Galvão15 abril, 2011

    Olá meu irmão em Cristo Jesus, quero agradecer por os devocianais e também pedir que ore por meu filho pois tenho passado por luta. Ele
    vive muito tempo nas drogas e todos os dias bebendo cachaça. Não é facil. Sou cristá, vivo em oração, mais tem muito tempo que venho pedindo a Deus por esta vitoria. quero que os irmão me ajude em oração pois só um milagre,
    pois centro de recuperação ele não que ir. quem ver na rua parecido com um mendingo barba grande o cabelo também é uma luta. os irmão tem orado muito hoje mesmo tava as queda de tanta bebida. desde já agradeço fica com Deus

    ResponderExcluir
  4. Karla Christine25 abril, 2011

    Fui ver o filme Cazuza há alguns dias e me deparei com uma coisa estarrecedora. As pessoas estão cultivando ídolos errados. Como podemos cultivar um ídolo como Cazuza? Concordo que suas letras são muito tocantes, mas reverenciar um marginal como ele, é, no mínimo, inadmissível.
    Marginal, sim, pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado.
    No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras. O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta.
    São esses pais que devemos ter como exemplo?
    Cazuza só começou a gravar porque o pai era diretor de uma grande gravadora.
    Existem vários talentos que não são revelados por falta de oportunidade ou por não terem algum conhecido importante.
    Cazuza era um traficante, como sua mãe revela no livro, admitiu que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso. Concordo com o juiz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre Cazuza e Fernandinho Beira-Mar é que um nasceu na zona sul e outro não.
    Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz, principalmente por minha filha adolescente ter visto o filme. Precisei conversar muito para que ela não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas, fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou.
    Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá Ibope, não rende bilheteria?
    Como ensina o comercial da Fiat, precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor.
    Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi consequência da educação errônea a que foi submetido. Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que dissessem NÃO quando necessário?
    Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor.
    Não deixem seus filhos à revelia para que não precisem se arrepender mais tarde. A principal função dos pais é educar. Não se preocupem em ser 'amigo' de seus filhos.
    Eduque-os e mais tarde eles verão que você foi à pessoa que mais os amou e foi, é, e sempre será, o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.'

    ResponderExcluir