quinta-feira, 24 de março de 2011

Um Momento De Fúria

'E, quando estiverem orando, perdoem os que os ofenderam, para que o Pai de vocês, que está no céu, perdoe as ofensas de vocês.' (Marcos 11:25) 

Na semana passada eu tive um momento de fúria. Eu estava no Facebook, no bate-papo com alguns velhos amigos, quando notei uma mensagem postada no mural. Uma pessoa que eu conheci na escola estava internado no hospital, e embora não tenha sido nada grave, ela estava pedindo orações. Eu nunca fui com a cara dessa pessoa, e eu fico com vergonha de dizer aqui que meu primeiro pensamento depois de ler o post foi: ‘Ah, você merece isso!’ 

Um dia depois, eu fui ler a Bíblia e me deparei com a história de Jonas. A maioria de nós provavelmente aprendeu esta história na escola dominical. Podemos lembrar de que Deus havia ordenado a Jonas pregar para o povo de Nínive, mas Jonas, odiando Nínive, desobedeceu e pegou o navio para a Espanha. Depois de uma tempestade, Deus enviou um grande peixe para engoli-lo e vomitá-lo na cidade de Nínive. Chegando lá, Jonas pregou para toda a cidade, o povo se arrependeu dos seus pecados e Deus desistiu de destruir Nínive, como havia dito que destruiria. 

'Por causa disso, Jonas ficou com raiva e muito aborrecido. Então orou assim: — Ó Senhor Deus, eu não disse, antes de deixar a minha terra, que era isso mesmo que ias fazer? Foi por isso que fiz tudo para fugir para a Espanha! Eu sabia que és Deus que tem compaixão e misericórdia. Sabia que és sempre paciente e bondoso e que estás sempre pronto a mudar de idéia e não castigar. Agora, ó Senhor, acaba com a minha vida porque para mim é melhor morrer do que viver. 

O Senhor respondeu: — Jonas, você acha que tem razão para ficar com tanta raiva assim? Aí Jonas saiu de Nínive, foi para o lado onde o sol nasce e sentou-se. Depois, construiu um abrigo e sentou-se na sombra, esperando para ver o que ia acontecer com a cidade. 

Então o Senhor Deus fez crescer uma planta por cima de Jonas, para lhe dar um pouco de sombra, de modo que ele se sentisse mais confortável. E Jonas ficou muito satisfeito com a planta. Mas no dia seguinte, quando o sol ia nascer, por ordem de Deus um bicho atacou a planta, e ela secou. Depois que o sol nasceu, Deus mandou um vento quente vindo do leste. E Jonas quase desmaiou por causa do calor do sol, que queimava a sua cabeça. Então quis morrer e disse: — Para mim é melhor morrer do que viver! 

Mas Deus perguntou: — Jonas, você acha que está certo ficar com raiva por causa dessa planta? Jonas respondeu: — É claro que tenho razão para estar com raiva e, com tanta raiva, que até quero morrer! 

Então o Senhor Deus disse: — Essa planta cresceu numa noite e na noite seguinte desapareceu. Você nada fez por ela, nem a fez crescer, mas mesmo assim tem pena dela! Então eu, com muito mais razão, devo ter pena da grande cidade de Nínive, onde há mais de cento e vinte mil crianças inocentes e também muitos animais!' (Jonas 4:1-11) 

Às vezes, nós damos uma de Jonas e caímos em depressão simplesmente por não seguir os mandamentos de Deus. Como Jonas, eu havia deixado o meu orgulho e as minhas mágoas do passado ​​impedirem de cumprir o meu dever para com Deus. 

Deus não nos permite viver com rancores. E, se pensarmos que Cristo vai nos vingar amaldiçoando nossos inimigos, ficaremos ainda mais decepcionados. Em vez disso, Jesus nos ordenou viver em harmonia com nossos irmãos e irmãs e perdoar aqueles que pecaram contra nós. Afinal, foi isso que Cristo fez por nós. 

Você sente raiva de alguém? Tire algum tempo para orar por essa pessoa. Busque a paz com Deus e acabe com os momentos de fúria!