sexta-feira, 18 de março de 2011

É Um Sacrifício Testemunhar!

Os mestres sábios, aqueles que ensinaram muitas pessoas a fazer o que é certo, brilharão como as estrelas do céu, com um brilho que nunca se apagará. (Daniel 12:3)

Uma senhora disse quando lhe recomendaram que ela precisava testemunhar o milagre da salvação que Deus fez na vida dela: 'Ai, isso me mata!' Bem, é exatamente o que deveria fazer! Deveria matar o seu orgulho, o seu ego, o seu egoísmo, o seu egocentrismo, e talvez até causar um considerável sacrifício e desgaste físico.

Eu afirmo a vocês que isto é verdade: se um grão de trigo não for jogado na terra e não morrer, ele continuará a ser apenas um grão. Mas, se morrer, dará muito trigo. Quem ama a sua vida não terá a vida verdadeira; mas quem não se apega à sua vida, neste mundo, ganhará para sempre a vida verdadeira. (João 12:24-25)

Não é perigoso testemunhar! É gratificante! Agora, é um risco que se corre, pois você está sujeito a ser um pouco perseguido. Mas, mesmo assim temos que testemunhar! Todos os primeiros apóstolos morreram como mártires, bem como muitos dos primeiros Cristãos, mas apesar disso outros continuaram a testemunhar com a mesma dedicação! Quando a Igreja saiu da arena e começou a sentar-se nas arquibancadas para evitar a morte na boca dos leões, Ela morreu ali de velhice! É melhor morrer como uma testemunha na boca dos leões do que de velhice na arquibancada!

Se continuarmos a suportar o sofrimento com paciência, também reinaremos com Cristo. Se nós o negarmos, ele também nos negará. (2 Timóteo 2:12)

E então, não é melhor correr o risco de sofrer um pouquinho agora e reinar para sempre?

Um comentário :

  1. Olavo Feijó04 abril, 2011

    Ninguém gosta de sofrer. Quando a gente é cristão, porém, sempre nos sentimos confortados pela grande obra dos servos do Senhor, como os profetas. Só que raramente nos damos conta do sofrimento experimentado pelos profetas, por causa do seu testemunho. Diz Tiago: "Meus irmãos, tomai por exemplo de aflição e paciência os profetas que falaram em nome do Senhor" (Tiago 5:10).

    Como acontece com quase todos, nós queremos comer o bolo, mas não queremos ter o trabalho de assar o bolo. E isto porque, simplesmente, assar o bolo dá muito trabalho. Enquanto que apenas comer, depois do bolo pronto, passa a ser apenas um exercício descuidado de conseguir prazer.

    Tiago procura nos ensinar, mostrando o exemplo dos profetas. A grande maioria deles nada tinha a ver com a atividade profissional do sacerdócio. Pelo contrário, cada profeta foi convocado pelo Senhor em pleno desempenho de sua profissão pessoal. Entretanto, uma vez tendo dito sim à vocação do Senhor, levaram a sério sua pregação, seu testemunho pessoal e, mesmo enfrentam as reações contrárias do povo, entregaram a mensagem do Senhor. A fidelidade causou sempre muito sofrimento: perseguições, ostracismo, prisão, exílio, morte. Por isso, a exortação de Tiago é simples: nós como crentes, queremos ser fieis às ordens do Senhor. Se a resposta for sim, certamente teremos sofrimento.

    ResponderExcluir