terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Você não pode evitar que os pássaros sobrevoem sua cabeça, mas sem dúvida pode evitar que eles façam um ninho no seu cabelo!

Pegando esse ditado bem popular como ilustração, dizemos que o Diabo está sempre ativo. Ele nos tenta de toda maneira a desobedecermos ao Senhor.

A tentação está sempre ao nosso redor. Ninguém pode evitar a tentação, mas, apesar disso, não temos que nos submeter a ela. Deus, mediante o Seu Espírito, nos dá bom senso suficiente para sabermos a diferença entre o que é bom e o que é mau. Depois, ele nos dá o livre arbítrio para escolher entre o bem e o mal, entre Ele e o Diabo.

Interessante é que o Diabo não pode impedir que escolhamos, nem o bem, nem o mal. Isso é algo que fazemos, não importa o que o Diabo faça: nós podemos escolher! Cada um de nós tem vontade própria: tanto podemos ignorá-la, quanto podemos aceitar a tentação diabólica! Mas devemos escolher o bem: “Sujeita-te a Deus, resiste ao Diabo, e ele fugirá de ti!” (Tiago 4:7)

É impossível o Diabo ganhar de você, a menos que você se renda a ele, pois “maior é o que está em vós do que o que está no mundo!” (I João 4:4) A única maneira dele ganhar é se você desistir de resisti-lo, perder a esperança, se entregar, render-se ou parar de lutar. Se você continuar lutando contra as tentações, você continuará vencendo!

Então, quando o Diabo te tentar a ficar deprimido e desanimado, lute! Bata a porta na cara dele e nem lhe dê ouvidos! Muito menos se renda! Sendo assim, você não terá oportunidade de ouvir as suas lorotas e nem de acreditar em suas mentiras!

Portanto, “não deis lugar ao Diabo!” (Efésios 4:27) Aleluia!