sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Peregrinação

Quando estava ali no Egito, observando aquele deserto por onde Israel peregrinou 40 anos, entre vales e montes, pude meditar bastante sobre esse episódio que tanto marcou aquele povo.

A jornada do deserto, uma caminhada de quarenta anos, podia ter sido feita a pé em alguns dias; foi tempo demais, porém necessário para que o duro entendimento do homem pudesse esquecer as cebolas do Egito e desfrutar Leite e Mel de Canaã. Em quarenta anos Israel murmurava e perguntava: "E agora Senhor, exército por traz, montanhas ao lado, mar pela frente?".

Na Bíblia, 40 anos é preparo de Deus, presença, revelação e poder. Já 40 dias é fortalecimento de Jesus no deserto, tempo de Deus com Moisés no Sinai, tempo de transformação dos discípulos após a ressurreição. Tempo de orar e jejuar, tempo para mudar como Jonas em Nínive. Em minutos, um ou quarenta anos, perde-se a vida, ganha-se a eternidade, perde-se a moral, conclui-se a vitória; declara-se um grande amor, diz-se um sim, ou um não. Em segundos, abre-se um sorriso ou inicia-se um tempo de dor.

Sejam quarenta anos, dias ou minutos, queridos, precisamos lembrar o vislumbre e as vicissitudes da eterna Canaã. Como Josué e Caleb, somos convidados a não desanimar, pois até aqui nos ajudou o Senhor. Vindos do deserto ou ainda nele, possamos trazer no peito a frase: "caminho e combato o bom combate, estou guardando a fé...". Que visão você tem do seu deserto e que expectação da glória cativa o seu coração na luta do sobreviver?

Que não se precise de 40 anos para se curvar, mesmo quarenta dias, nem mesmo um minuto. Reconheçamos que bebemos da água da Rocha, sobrevivemos ao deserto abrasador, vimos a coluna de fogo, comemos do maná do céu, as nuvens nas mais diversas formas nos guardaram, atravessamos o mar com pés secos. Aceitamos o que Paulo diz: Quem era a Rocha da qual a água veio? Quem era a coluna de fogo? o maná? a serpente de metal? Tudo que Deus fez por Israel foi através de Jesus! Isto mesmo - Jesus foi cada uma destas dádivas!

"Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar... e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a Pedra era Cristo", (I Coríntios. 10:1-4).