domingo, 29 de agosto de 2010

Obrigado, Senhor, pelas lágrimas

‘Não se turbe o vosso coração, credes em Deus, crede também em mim’ Jesus Cristo (João 14:1)

Obrigado, Senhor, pelas lágrimas: elas ajudam a lavar os nossos olhos e o nosso coração, limpam a nossa mente e clareiam os nossos pensamentos.

Hoje completa três dias que Deus ceifou a vida de meu amado irmão. A morte dele foi uma grande tragédia, a ponto que comover boa parte da sociedade brasiliense! Para Deus isso não importa, pois seja como for, morte significa separação do corpo! O importante para o Soberano é não passarmos pela morte da alma – a segunda morte, pois essa significa separação eterna da presença do Todo Poderoso. E pela segunda morte meu irmão não passará, pois ele era um homem temente a Deus, íntegro, honesto e trabalhador!

Porém, isso nos trouxe momentaneamente grande tristeza. Os gregos diziam que a tristeza servia para purificar e edificar, e trazia à luz os verdadeiros motivos e os verdadeiros valores. Graças a Deus que nos faz passar por algumas provas e sofrimentos, para fazer brotar a doçura e o que há de melhor em nós.

É como se uma mão gigantesca espremesse um favo fazendo o mel sair. Como Moisés quando bateu na rocha: isso feriu a rocha, mas dela brotou água! Como uma linda flor apertada e esmagada, mas dela sai o perfume! Como a linda música que sai da garganta do pássaro: quase parece que ele está sofrendo, mas o que sai é uma canção. Nós aprendemos muito através da tristeza, e algumas das lições mais preciosas que o Senhor nos ensina vêm de experiências difíceis e penosas.

‘Ele me dá alegria para a minha tristeza. Dá-me amor que afasta o temor. Ele me dá o sol na escuridão e beleza por cinzas, meu irmão!’ ‘Oh alegria que me buscas no sofrimento, abro a Ti o meu coração. Vejo o arco-íris na chuva e no vento, e na promessa encontro alento, que amanhã as lágrimas cessarão’.

2 comentários :

  1. Sergio Fernandes13 março, 2011

    O livro de Zacarias enfoca em suas profecias a restauração que Deus promoveria em meio a nação israelita. O povo que desobedeceu ao Senhor havia sido levado cativo para as outras nações, mas chegou o tempo de receber de Deus a restauração!

    Conosco não é diferente! Quando estamos com nosso coração dividido, o Senhor pode permitir uma série de situações para despertar nossa fé. Não foram poucas as vezes que eu precisei ser chacoalhado por Deus para voltar meus olhos para Jesus.

    Quando você está sendo atribulado, não murmure contra Deus. Apenas reflita se a tribulação não é um tapinha que o Senhor está dando em seu ombro, a lhe dizer: “Meu Filho, volte seus olhos para mim, tudo o que você precisa está em Mim”.

    ResponderExcluir