quarta-feira, 14 de abril de 2021

Arquive e prossiga

"Quem dá ouvidos à crítica construtiva se sente à vontade entre os sábios." (Provérbios 15:31)

Lembro-me de um sábio conselho que um amigo locutor de rádio me deu certa vez. No início da carreira e lutando para aprender a lidar com as críticas e os elogios, ele sentiu que Deus o encorajava a arquivar ambos. Qual é a essência do que ele guardou no coração? Aprenda o possível com as críticas e aceite os elogios. Depois arquive ambos e humildemente prossiga na graça e no poder de Deus.


Críticas e elogios despertam em nós emoções poderosas que, se deixadas sem controle, podem gerar autoaversão ou um ego inchado. Em Provérbios, lemos sobre os benefícios do encorajamento e do conselho sábio: “boas notícias dão vigor ao corpo. Quem dá ouvidos à crítica construtiva se sente à vontade entre os sábios. Quem rejeita a disciplina prejudica a si mesmo, mas quem dá ouvidos à repreensão adquire entendimento” (15:30-32).

Quando repreendidos, que possamos optar por sermos modelados pela repreensão. E, se formos abençoados com elogios, que nos sintamos renovados e cheios de gratidão. Ao andarmos humildemente com Deus, Ele pode nos ajudar a aprender com as críticas e com os elogios, a arquivá-los e a seguir adiante com o Senhor (v.33). — ros

Aprenda com elogios e críticas, em seguida, arquive-os e siga em frente.

terça-feira, 6 de abril de 2021

Pecados afastados

"Afastei seus pecados para longe como uma nuvem; dispersei suas maldades como a névoa da manhã." (Isaías 44:22)

Em 1770, a casca do pão era usada para apagar marcas no papel. Pegando um pedaço de borracha de látex por engano, o engenheiro Edward Nairne descobriu que esse material apagava, deixando “partículas” que eram facilmente afastadas com a mão.

No nosso caso, os piores erros da nossa vida também podem ser afastados. É o Senhor — o Pão da Vida — que os limpa com a sua própria vida, prometendo nunca se lembrar dos nossos pecados: “Eu, somente eu, por minha própria causa, apagarei seus pecados e nunca mais voltarei a pensar neles” (Isaías 43:25).

Isso pode parecer ser um reparo extraordinário — e não merecido. Para muitos, é difícil acreditar que os nossos pecados do passado possam ser dispersos por Deus “como a névoa da manhã”. Será que Deus, que conhece todas as coisas, pode esquecê-los tão facilmente?

É exatamente o que Deus faz quando aceitamos Jesus como nosso Salvador. Escolhendo perdoar os nossos pecados e nunca mais voltar a pensar neles, nosso Pai celestial nos libera para prosseguirmos. Não mais afastados pelos erros do passado, somos livres dos resíduos e purificados para servir hoje e para sempre.

Sim, as consequências podem permanecer. Mas Deus afasta o pecado, convidando-nos a buscar nele uma nova vida purificada. Não existe forma melhor de ser purificado. — Patricia Raybon

O Senhor afasta os pecados, apaga o passado e concede nova vida. Esse perdão concede vida.

quinta-feira, 11 de março de 2021

O Pai celestial canta

"…o Senhor, seu Deus, está com vocês; […] lhes dará nova vida. Ele cantará e se alegrará…" (Sofonias 3:17)

É muito importante os pais cantarem para os filhos. Lembro-me muito bem do meu pai e a minha mãe quando pegavam o hinário e cantavam os seus hinos favoritos em casa. Ao cantar para as crianças, algo incrível acontece: o elo de amor e alegria com eles se aprofunda. Hoje quando visitamos nossos pais, cantamos aqueles hinos que aprendemos quando crianças.


Você sabia que as Escrituras descrevem o nosso Pai celestial cantando para os Seus filhos? Assim como os pais cantam para acalmar seus filhos na hora de dormir, Sofonias retrata o Pai celestial cantando para o Seu povo: “…Deus ficará contente com vocês e por causa do seu amor lhes dará nova vida. Ele cantará e se alegrará” (v.17).

O profeta alerta sobre um tempo de juízo para quem rejeita a Deus. Porém, ele não conclui o livro com juízo, mas com uma descrição de Deus resgatando o Seu povo de todo o seu sofrimento (vv.19,20) e também o amando e alegrando-se em você com cânticos (v.17).

Nosso Deus é o “Salvador poderoso” que salva e restaura (v.17), é também o Pai que entoa carinhosamente as canções de amor para nós. — Adam R. Holz

Nosso Pai celestial se deleita em Seus filhos, assim como um pai que canta para o filho quando criança.

terça-feira, 2 de março de 2021

Deus ouve as orações

"Alegrem-se em nossa esperança. Sejam pacientes nas dificuldades e não parem de orar." (Romanos 12:12)

Diane ouviu as pessoas pedirem orações por seus familiares e amigos que enfrentavam desafios ou doenças. Ela tinha um membro da família que há anos lutava contra um vício e silenciou sobre o seu pedido, pois não suportava ver os olhares das pessoas ou ouvir as perguntas ou conselhos que se seguiam sempre que fazia seu pedido em voz alta. Diane achava que, em geral, era melhor não falar. Os outros não compreendiam como esse ente querido dela podia crer em Jesus e, ainda assim, lutar diariamente.

Embora Diane não compartilhasse seu pedido com esse grupo, ela pedia que alguns amigos de confiança se juntassem a ela em oração. Juntos, pediam a Deus que o libertasse da verdadeira escravidão do vício e que experimentasse a liberdade em Cristo. Também oravam para que Deus desse a paz e a paciência que Diane precisava. À medida que orava, ela encontrou o conforto e a força em seu relacionamento com Jesus.

Muitos de nós fazemos orações com fervor e perseverança, mas parece que não recebemos respostas. Porém podemos ter a certeza de que Deus se importa e ouve todos os nossos pedidos. Ele nos exorta a continuarmos a caminhar ao lado dele, sendo alegres na esperança, pacientes nas dificuldades e constantes na oração (v.12). Podemos confiar nele. — Alyson Kieda

Apeguemo-nos firmemente, sem vacilar, à esperança que professamos, porque Deus é fiel… Hebreus 10:22